O Portal da Arte Brasileira

Woody Allen, bate-papo sobre Leon Hirszman e animação integram a nova programação da série #EmCasaComSesc

0 28

A série Cinema #EmCasaComSesc, realizada pelo Sesc São Paulo há sete meses e com mais de 1 milhão de visualizações, disponibiliza gratuitamente ao público novos filmes em streaming pela plataforma do Sesc Digital. Nesta quinta-feira (4/2), a série estreia o título “Tudo Pode Dar Certo”, os documentários “De Gravata e Unha Vermelha” e “Aconchego da Tua Mãe”, além da animação inédita “A Famosa Invasão dos Ursos na Sicília”, para a garotada, pelo CineClubinho. Esta semana, o CineSesc realiza ainda, na terça-feira (2/2), às 20h em seu Instagram, o bate-papo “Leon Hirszman, Por Um Cinema Popular”, em homenagem aos 40 anos do filme “Eles Não Usam Black-Tie”, dirigido por Hirszman e disponível na Retrospectiva Leon Hirszman, em cartaz até o dia 9 de fevereiro.

Abrindo a programação da semana da série Cinema #EmCasaComSesc, o filme “Tudo Pode Dar Certo, de Woody Allen, fala de Boris Yellnikoff (Larry David), um velho rabugento que tem o hábito de insultar seus alunos de xadrez. Ex-professor da Universidade de Columbia, ele se considera o único capaz de compreender a insignificância das aspirações humanas e o caos do universo. Um dia, prestes a entrar em seu apartamento, Boris é abordado por Melodie St. Ann Celestine (Evan Rachel Wood), que lhe implora para entrar. Ele atende ao pedido, a contragosto. Percebendo sua fragilidade, Boris permite que ela fique no apartamento por alguns dias. Ela se instala e, certo dia, diz que está interessada nele. Classificação indicativa: 14 anos.

Para quem prefere documentário, a série traz duas obras em sua programação. O título “De Gravata e Unha Vermelha”, de Miriam Chnaiderman, conta com depoimentos de grandes nomes de um mundo transgressor, onde a sexualidade é reinventada, e cria uma vertigem a partir do jeito que cada um encontra de se respeitar na construção do próprio corpo. O estilista Dudu Bertholini entrevista e revela as experiências peculiares de Laerte, Rogéria, Ney Matogrosso, Johnny Luxo e Candy Mel, entre outras personalidades. Classificação indicativa: 12 anos.

Post Patrocinado

Já a obra “Aconchego da Tua Mãe”, de Adam Golub, retorna à plataforma após exibição especial 24h em homenagem ao Dia da Visibilidade Trans, comemorado em 29 de janeiro, e conta a história de Indianara Siqueira, ativista trans, e de seu projeto, a Casa Nem, durante seu período mais turbulento. O documentário relata desde a campanha de Indianara como candidata a vereadora do Rio de Janeiro, até o momento em que a Casa Nem luta para se manter no seu tradicional local. Classificação indicativa: 16 anos.

Pelo CineClubinho, espaço na Plataforma Sesc Digital que apresenta o melhor do cinema infantil e infantojuvenil, estreia a animação inédita “A Famosa Invasão dos Ursos na Sicília”, de Lorenzo Mattotti, obra vencedora do Prêmio da Fundação GAN para o cinema no Festival Internacional de Animação de Annecy, Prêmio de Melhor Filme e Menção Especial do Juri, no Festival de Cinema de Sevilha, em 2019, além de ter recebido seis indicações no Festival de Cannes 2019 e ter sido indicada ao Prêmio César na categoria de melhor filme de animação, em 2020. Tudo começa quando Tonio, o filho do rei dos ursos, é capturado por caçadores nas montanhas da Sicília. Alegando o rigor de um inverno que ameaça matar de fome o seu povo, o rei decide invadir a planície habitada pelos homens. Com a ajuda de seu exército e de um mágico, ele consegue obter a vitória e acaba por reencontrar Tonio. Porém logo chega à conclusão de que o povo dos ursos não foi feito para viver no país dos homens. Baseado na novela homônima de Dino Buzzati.

E até o dia 9 de fevereiro, é possível conferir na plataforma do Sesc Digital a programação de núcleo histórico em homenagem ao diretor, produtor e roteirista Leon Hirszman (1937 – 1987). Além da exibição de filmes, no dia 02 de fevereiro (terça-feira), às 20h, acontece no Instagram do CineSesc, o bate-papo “Leon Hirszman, Por Um Cinema Popular”, em homenagem aos 40 anos do filme “Eles Não Usam Black-Tie”, dirigido por Hirszman e disponível na Retrospectiva Leon Hirszman. Conduzido por Reinaldo Cardenuto (autor do livro “Por um cinema popular: Leon Hirszman, política e resistência”, Ateliê Editorial, 2020), o encontro tem a participação de Carlos Augusto Calil, Lauro Escorel, Eduardo Morettin, Eduardo Escorel e Maria Hirszman. A partir das pesquisas e das memórias dos convidados, a herança do cineasta será retomada.

Serviço

Bate-papo: 2/2. Terça, 20h.

Instagram: @cinsescsp.

Plataforma: www.sescsp.org.br/cinemaemcasa

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X