O Portal da Arte Brasileira

“Transfusão – Encontro de Tradutores da Casa Guilherme de Almeida” acontece a partir de 8 de setembro

0 17

A décima edição do “Transfusão – Encontro de Tradutores da Casa Guilherme de Almeida”, composto de debates, palestras e apresentações centrados no tema da diversidade e dos direitos linguísticos acontece a partir de 8 de setembro.

O objetivo é mostrar e lembrar que o Brasil é um país multilíngue, no qual o português convive com 274 línguas indígenas (segundo o Censo de 2010), “línguas especiais” remanescentes de idiomas africanos e com a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Durante cinco dias, 8 a 12 de setembro, o público poderá assistir e interagir com as atividades e convidados em plataforma online, ao vivo. As inscrições estão abertas até 6 de setembro. A programação é gratuita e composta por diversos recortes: o trânsito interlingual, a passagem por tradições poéticas extraocidentais (do oral ao escrito), a travessia do poético entre os códigos verbal e gestual, tradução de tradições afrodiaspóricas, abordagens tradutórias dedicadas às questões de gênero, diversidade do ponto de vista de tradutores de textos sagrados judaicos, cristãos e islâmicos, pesquisa sobre a interculturalidade dos processos tradutórios do candomblé, além do cenário literário de outros países multilíngues como a Bélgica e a Suíça.

Post Patrocinado

Com concepção e mediação de Simone Homem de Mello – poeta, escritora, tradutora literária dedicada à poesia moderna e contemporânea de língua alemã, e coordenadora do Centro de Estudos de Tradução Literária da Casa Guilherme de Almeida – o X Transfusão abordará a identidade e a alteridade na perspectiva da tradução literária. Por isso, conta com diversos especialistas, pesquisadores, tradutores e lideranças de povos originários. Para conhecer todos os nomes que participam, acesse a programação completa no site do museu Casa Guilherme de Andrade.

Alguns deles são Fernanda Machado – artista plástica, atriz e poeta surda; Julie Dorrico – do povo Macuxi, é doutora em Teoria da Literatura na PUC-RS, autora e pesquisadora da literatura indígena; Daniel Valencia Sepúlveda – do México, é educadore, curadore e tradutore independente, além de coordenador de ações como o laboratório “A Raça Cósmica, tecnologias da branquitude e arquivos raciais na colonialidade”; Michel Sleiman – há 30 anos é professor de Língua e Literatura Árabes na USP, onde coordena um grupo de tradução da poesia árabe e desenvolve estudos em tradução crítica do Alcorão; Ivete Miranda Previtalli – doutora em Antropologia pela PUC-SP e autora do livro “Candomblé: agora é angola” (2008).

Foto: André Hoff.

Serviço

Plataforma Zoom.

Datas: 8 a 12/9. Quarta a domingo.

Ingressos: Grátis.

Link para programação: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/arquivos/x-transfusaoprogramacao-completa.pdf.

Link para inscrições: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/programacao/ver-programacao.php?idprogramacao=1290&iddata=4940.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X