O Portal da Arte Brasileira

“Toda Quinta” estreia no Teatro Vivo em 11 de novembro

0 31

 “Toda Quinta” marca a estreia da programação musical do Teatro Vivo, voltada à diversidade cultural. Nesta primeira edição estão agendadas apresentações dias 11, 18 e 25 de novembro, quintas-feiras, sempre às 20 horas.

O Teatro Vivo voltou à cena cultural paulistana após passar por grande modernização, trazendo também uma programação variada e independente que o consolida como espaço multicultural de São Paulo.

Idealizado por Myriam Taubkin e Gabriel Fontes Paiva, que assinam, respectivamente, a direção musical e a direção de arte, o “Toda Quinta” reúne elenco de notáveis. Para brindar esta iniciativa, as atrações fazem uma saudação a Dominguinhos, executando uma ou duas composições do repertório do artista que faria 80 anos em 2021.

Post Patrocinado

Instrumentista com longa vivência nos palcos brasileiros e internacionais, o pianista, compositor, arranjador e produtor Benjamim Taubkin e o compositor, arranjador, pesquisador, professor e violeiro mineiro Ivan Vilela, diretor e arranjador da Orquestra de Viola Caipira, abrem o projeto no dia 11 de novembro. O encontro propõe o diálogo entre dois músicos com influências distintas para construírem um repertório inédito. Multifacetados, Taubkin e Vilela caminham juntos na relação dedicada que possuem com seus instrumentos. O espetáculo apresenta composições de ambos, além de canções dos anos 60 e 70, da obra de Milton Nascimento.

Na quinta-feira seguinte, dia 18 de novembro, é a vez do Duo Siqueira Lima, Prêmio Profissionais da Música 2015, no Brasil, e do Brazilian International Press Awards 2014, nos Estados Unidos, duo de violões que ultrapassa várias barreiras de períodos e estilos musicais.  Em 18 anos de trabalho, tem se apresentado pela América do Sul e do Norte, Europa, África e Ásia. A uruguaia Cecília Siqueira e o mineiro Fernando de Lima são solicitados pelos mais representativos festivais dedicados ao violão em todo o mundo.

Importante nome do jazz brasileiro, com dois prêmios Grammy, o Trio Corrente – formado em 2001 pelo baterista Edu Ribeiro, o pianista Fabio Torres e o contrabaixista Paulo Paulelli – encerra a primeira edição do projeto no dia 25 de novembro com show para comemorar os 21 anos de carreira. No repertório, temas de seu novo álbum, “Sincronia”, gravado após o período mais duro da pandemia, com músicas autorais e novos arranjos para autores como Milton Nascimento, Nelson Cavaquinho e Sivuca. Segue a linha estética do trio, mesclando música brasileira, choro, jazz, erudito, com releituras pessoais e recheadas de improvisação de temas conhecidos como o clássico choro “Flor Amorosa”, de Joaquim Callado com letra de Capulo da Paixão; o forró “Feira de Magaio”, de Sivuca; “Juízo Final”, de Nelson Cavaquinho, além de músicas autorais.

Foto: Fátima Batista.

Serviço

Local: Teatro Vivo – Rua Dr. Chucri Zaidan, 2460 – Morumbi – São Paulo.

Datas: 11 a 25/11. Quintas, 20h.

Ingressos: Primeiro lote – R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia-entrada). Segundo lote – R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia-entrada).

Classificação: Livre. 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X