Theatro Municipal de São Paulo lança três documentários sobre óperas canceladas pela pandemia

A Temporada lírica 2020 do Theatro Municipal de São Paulo previa uma programação intensa, diversa, inquieta e multicultural, com sete óperas em seis montagens – uma produção traria dois títulos -, entre obras clássicas e contemporâneas inéditas, honrando a vocação do complexo cultural. Incluíam-se aí mais dois projetos de característica operística que iriam além da temporada principal. Até que a pandemia chegou e suspendeu toda programação presencial a quinze dias da estreia de Aída,montagem que abriria a Temporada.

O cenário impôs novos desafios à direção artística da casa, que precisou se reinventar. E agora, aproveitando o Dia Mundial da Ópera, celebrado no próximo domingo, 25 de outubro, o Theatro Municipal de São Paulo lança, neste fim de semana, três documentários sobre alguns desses projetos que seriam encenados este ano.

Com roteiro e direção dos próprios diretores cênicos que assinariam as montagens, em parceria com roteiristas, os filmes revelam o processo de criação e produção das óperas, com materiais inéditos, imagens de bastidores e inúmeros depoimentos dos profissionais envolvidos, entre diretores, maestros, cenógrafos, figurinistas, solistas e até mesmo da equipe da técnica que não aparece em cena, mas ajuda a colocar o espetáculo ‘em pé’ para o público.

Na sexta-feira, 23 de outubro, o curta-metragem Quando as Óperas Param – Navalha na Carne e Homens de Papel conta como estava sendo preparada a primeira encomenda de óperas do Theatro Municipal de São Paulo em 109 anos de história. A direção é de Fernanda Maia e Zé Henrique de Paula, que compartilhariam a direção cênica do programa duplo.

No sábado, 24 de outubro, é a vez de conferir Guarani em Chamas, que traz à tona o processo criativo da montagem que seria uma adaptação da ópera O Guarani, de Carlos Gomes, que este ano completa 150 anos de sua estreia na Itália. O documentário tem direção de Zeca Rodrigues e Marco Antonio Rodrigues.

E no domingo, 25 de outubro, no Dia Mundial da Ópera, o Theatro Municipal de São Paulo apresenta o documentário de Aída, de Bia Lessa. A montagem que abriria a temporada lírica 2020 do Municipal.

Os filmes serão lançados neste fim de semana, todos no mesmo horário, às 18h, e ficarão disponíveis no YouTube do Municipal para acesso gratuito e sem necessidade de cadastro. Serão publicadas duas versões, ambas legendadas, e uma com recurso de tradução em Libras, garantindo acessibilidade a todos os públicos.

Serviço

Lançamento: 23 a 25/10. A partir das 18h.  

Disponíveis no YouTube.

Canal: Theatro Municipal SP.

Compartilhe!