Theatro Municipal de São Paulo exibe o concerto “A Danação de Fausto”, de Berlioz

O Theatro Municipal de São Paulo, ligado à Secretaria Municipal de Cultura, dá continuidade à série Reserva Municipal, que resgata gravações de apresentações artísticas guardadas em seu acervo para disponibilizar no ambiente digital, com a íntegra de mais um espetáculo da história recente do complexo cultural. Nesta sexta-feira, 3 de julho, o canal do Youtube do Theatro Municipal exibe o oratório A Danação de Fausto, Op. 24, uma obra-prima do compositor francês Hector Berlioz. A transmissão começa às 20h, mas o conteúdo fica disponível para o espectador ver e rever quando quiser, de graça e sem necessidade de cadastro.

Apresentado em julho de 2017, no palco do Theatro Municipal e registrado pela TV Cultura, o concerto com a Orquestra Sinfônica Municipal, sob regência de Roberto Minczuk, contou com as participações do Coro Lírico Municipal, preparado pelo seu maestro titular Mário Zaccaro e o Coro Infantil da Escola Municipal de Música de São Paulo, que esteve sob a batuta da maestrina Regina Kinjo. Destaque também para os quatro solistas: a mezzo-soprano Ana Lucia Benedetti, o tenor Paulo Mandarino, o baixo Saulo Javan e o barítono Leonardo Neiva.

A história

A história de Fausto foi escrita pelo poeta e dramaturgo alemão Johann Wolfgang Von Goethe e reelaborada em A Danação de Fausto por Hector Berlioz, que manteve alguns elementos da obra original, como a ligação amorosa com Margarida. Na versão de Berlioz, Fausto, insatisfeito com a vida na Alemanha, resolve se envenenar. Impedido por um cântico de Páscoa, é seduzido por Mefistófeles, que o faz promessas de responder a seus questionamentos e o coloca para dormir.

Ao adormecer, o protagonista sonha com aquela que será sua amada e, quando desperta, pede para levá-lo até ela. Ocorre então um dueto amoroso entre Margarida e Fausto, que é interrompido por Mefistófeles, quando ele avisa aos vizinhos e à mãe de Margarida que Fausto havia estado em casa com sua amada. A notícia separa Fausto de Margarida. Não satisfeito, Mefistófeles diz a Fausto que sua amada havia sido presa por envenenar a mãe, mas promete salvá-la, desde que ele entregasse sua alma. Ele concorda, mas percebe que isso não foi feito para o resgate de Margarida, e sim para sua ida ao inferno. Mefistófeles, então, celebra sua vitória – a danação de Fausto.

Foto: Fabiana Stig.

Serviço

Data: 3/7. Sexta, 20h.

Site: theatromunicipal.org.br

Compartilhe!