A primeira temporada da série Camarim em Cena termina no dia 30 de maio (sábado), quando vai ao ar, no site do Itaú Cultural (www.itaucultural.org.br), o encontro com Teuda Bara, uma das fundadoras do Grupo Galpão. A programação completa é formada por 16 entrevistas gravadas presencialmente entre 2016 e 2019, na sede da instituição, em São Paulo, em encontros presenciais com personalidades do teatro, dança, circo e música. A cada sábado é disponibilizado um novo episódio, que poderá ser assistido a qualquer hora após a estreia.

Conduzido pela espontaneidade característica da convidada, neste último encontro da temporada a atriz Teuda Bara fala com o crítico teatral Valmir Santos sobre diferentes momentos de sua trajetória artística. Filha de um major do Corpo de Bombeiros que tocava trombone e de uma dona de casa que cantava na igreja e que desejava ser cantora de rádio, ela revela como os pais influenciaram em sua formação artística, ainda em Belo Horizonte, sua terra natal – isso apesar de seu pai sonhar que ela fosse modelo de capa de revista e a mãe que ela se encaminhasse para a carreira religiosa. Contudo, a futura atriz entrou na faculdade de Ciências Sociais, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a qual abandonou e iniciou diretamente o seu trabalho nas artes cênicas com o diretor Eid Ribeiro.

Teuda conta, ainda, sobre os trabalhos feitos em São Paulo com José Celso Martinez Corrêa – “quem resiste ao Zé Celso, gente?”, diz ela, de forma divertida, no meio da conversa – e também da fundação, no ano de 1982, em Minas Gerais, do que viria a ser o Grupo Galpão, coletivo reconhecido internacionalmente por seu trabalho de teatro de rua. Sua atuação na arte da representação também não é restrita ao teatro. Na TV, fez participações em novelas e no cinema integrou o elenco de filmes como “O Palhaço”, dirigido por Selton Mello.

Foto: Agência Ophélia.

 

Serviço

Data: 30/5. Sábado, 14h.

Site: www.itaucultural.org.br

 

Compartilhe!