A peça “Visceral” ganha uma versão em formato de instalação provisória e estreia dia 7 de setembro na Estação Satyros. Na trama, João Gabriel, faz uma exposição de lançamento de suas obras e lança um livro autobiográfico. Avesso ao contato social, vive recluso em um casarão na Cracolândia. Sua marca registrada são as cores que trafegam entre o vermelho, laranja e marrom e roxo, além de uma estranha textura presente em suas telas.

O texto, de Nanna de Castro, faz uma crítica social e um questionamento do lugar da arte no mundo contemporâneo. “Visceral” dialoga com o realismo fantástico e trafega por caminhos como a barbárie; as doenças mentais e físicas e a dependência química. A montagem se apoia em 2 eixos narrativos: o eixo imersivo, com exposição de obras de arte com partes interativas e um happening; e o eixo teatral, com o espetáculo dramatúrgico em si.

Foto: João Caldas Filho.

Ficha Técnica

Texto: Nanna de Castro.

Direção Cênica/Espetáculo: Dan Rossetto.

Direção Imersiva/ Instalação: Paulo Gabriel.

Elenco: Chica Portugal, Iara Jamra, Joca Andreazza, Paulo Gabriel e Alê Menezes.

Serviço

Local:  Estação Satyros – Praça Franklin Roosevelt, 134 – Centro – São Paulo.

Temporada: 7/9 a 28/10. Sábados e domingos, 18h. Segundas, 21h.

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada).

Classificação: 16 anos.

Informações: (11) 3258-6345.

Compartilhe!