[Teatro] “Uma Lei Chamada Mulher”, de Consuelo de Castro e direção de Lenise Pinheiro estreia em 28 de fevereiro no Sesc Ipiranga

[Teatro] “Uma Lei Chamada Mulher”, de Consuelo de Castro e direção de Lenise Pinheiro estreia em 28 de fevereiro no Sesc Ipiranga

No dia 28 de fevereiro, o Sesc Ipiranga recebe a estreia de “Uma Lei Chamada Mulher”. Com direção de Lenise Pinheiro, a montagem traz ao palco o último texto escrito por Consuelo de Castro. Inédito, o trabalho tem como base o livro “Sobrevivi, Posso Contar”, escrito por Maria da Penha, mulher que se tornou símbolo da luta contra a violência doméstica após sobreviver a duas tentativas de feminicídio e mobilizar o sistema judiciário para a criação de leis mais severas de punição aos agressores e de proteção às vítimas. A temporada segue até 22 de março, com apresentações de quinta a sábado, 21h e domingos, 18h.

No espetáculo, a história de vida de Maria da Penha, marcada pelos diferentes momentos de um relacionamento abusivo e pela violência que quase lhe custou a vida, se expande e retrata as muitas histórias de violência doméstica que atravessam diretamente as vidas de tantas mulheres.

Foto: Luísa Bonin.

 

Ficha Técnica

Texto: Consuelo de Castro

Direção: Lenise Pinheiro

Elenco: Isabella Lemos, Iuri Saraiva, Natália Moço e Lucia Bronstein

 

Serviço

Local: Sesc Ipiranga – Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga – São Paulo.

Temporada: 28/2 a 22/3. Quinta a sábado, 21h. Domingos, 18h.

Ingressos: R$40,00 (inteira), R$20,00 (meia-entrada) e R$12,00 (Credencial Sesc).

Classificação: 16 anos.

Informações: (11) 3340-2000.

Sem comentários

Insira um Comentário