A montagem “Soror”, com texto de Luisa Micheletti e direção de Caco Ciocler estreia no Sesc Ipiranga em 5 de abril, sexta, 21h, para curta temporada e investiga os pilares que fundamenta a luta pela igualdade de gênero. O título da montagem – “Soror” ou irmã – coloca lado a lado as duas figuras femininas e polarizadas da gênese judaico-cristã: Eva, a oficial, e Lilith, a oculta.

Lilith, a primeira mulher do mundo segundo interpretações da gênese, criada do pó e da lama, se recusa a ser submissa ao companheiro Adão no Éden. Surpreso com a natureza imprevisível e rebelde da parceira e incapaz de lidar com sua autonomia, o primeiro homem chama pelo pai e ordena que ele providencie uma outra mulher. As duas mulheres se tornam companheiras, irmãs, parentes de sangue.

A montagem reapresenta os arquétipos essenciais da gênese, Eva e Lilith, como luz e sombra, dispostas a reunir suas partes, dar cabo de uma mentalidade antiga representada por um Deus patriarcal e criar uma nova maneira de existir dentro de sua recém-nascida existência onde a luz dá a mão à sombra, a virtude se une ao poder.

 

Ficha Técnica

Texto: Luisa Micheletti.

Direção: Caco Ciocler.

Elenco: Daniel Infantini, Fernanda Nobre, Geraldo Rodrigues e Luisa Micheletti.

 

Serviço

Local: Teatro Sesc Ipiranga – R. Bom Pastor, 822 – Ipiranga – São Paulo.

Temporada: 5/4 a 5/5. Sextas e sábados, 21h. Domingos, 18h. Exceto 19/4. Haverá sessão em 1/5.

Ingressos: R$30,00 (inteira), R$15,00 (meia-entrada).

Classificação: 18 anos

 

Compartilhe!