Espetáculo de Federico García Lorca com a tradução de Cecília Meireles reúne 15 atores em cena e tem a direção de Antonio Gilberto.

A ação se passa no meio rural, em meio a costumes em que não falta a poesia e as conversas cotidianas onde se inserem personagens simples e se desenrola a história sobre a maternidade frustrada.

A concepção do diretor Antonio Gilberto priorizou a exposição do jogo teatral entre os 15 atores trazendo o metateatro como linguagem da encenação. A montagem tem como objetivo promover a reflexão sobre temas atuais relacionados à questão da mulher na sociedade ocidental, entre eles a opressão social, sexual, religiosa, o machismo e o adultério.

Ficha Técnica

Autor: Federico García Lorca.

Tradução: Cecília Meireles.

Concepção e direção: Antonio Gilberto.

Elenco: Ana Beatriz de Paula, Bia Ribeiro, Carla Schmidt, Carlos Diegas, Elaine Jales, Gabriela Nascimento, Giovanna Muricy, Guilherme, Isabella Manhães, Isabelle Medeiros, Janaína Bentos, Juliana Offredi, Lucas Popeta, Marie Leba e Thalys Guarnieri.

Serviço:

Local: Teatro Dulcina – R. Alcindo Guanabara, 17 – Centro – Rio de Janeiro.

Temporada: Até 31/1. Terças, quartas e quintas, 19h.

Ingressos: R$20,00 (inteira). R$10,00 (meia-entrada).  

Classificação: 12 anos.

Informações: (21) 2240-4879.

 

Compartilhe!