O espetáculo acontece em torno de um campo de forças – reais e imaginárias – que move o dia a dia de um casal de pesquisadores, biólogos, cuja relação se assemelha simbolicamente a um pântano. Os dois personagens tentam/imaginam matar um ao outro.

A peça traz um casal que, aos poucos, vai se animalizando. Os personagens vão imageticamente se transformando em bichos. Logo, eles vivem muito próximos da animalização do homem, da vida intensa dos instintos, das sensações, do perigo. Desejam o pântano, o lugar que se tem medo de visitar, como um lugar possível de reconstrução do ser, talvez, da relação a dois.

Ficha Técnica

Texto: Ana Abbot.

Direção: Leonardo Netto.

Supervisão Dramatúrgica: Pedro Brício.

Elenco: Ana Abbott e Michel Blois.

Serviço

Local: Sesc Copacabana — Rua Domingos Ferreira, 160 — Copacabana — Rio de Janeiro.

Temporada: 1 a 24/2. Sexta a domingo, 18h.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira). R$ 15,00 (meia-entrada).

Classificação: 14 anos.

Informações: (21) 2547-0156.

Compartilhe!