O Centro Cultural Banco do Brasil é palco, de 26 de junho a 18 de agosto, do monólogo “Yellow Bastard”. Com dramaturgia de Diogo Liberano, que dirige a montagem junto a Andrêas Gatto, o espetáculo tem a atuação de Márcio Machado. A décima criação autoral da companhia Teatro Inominável – que comemora uma década de existência – apresenta a história de um advogado com quarenta e poucos anos de idade que, subitamente, descobre ser um alienígena de pele completamente amarela.

A narrativa começa no planeta Terra, em 2033, num dia comum na vida desse homem considerado um clichê do homem vencedor: branco, heterossexual e profissionalmente bem sucedido. Aos poucos, por meio de acontecimentos que perturbam a enfadonha rotina do protagonista, sua segurança vai sendo colocada em xeque visando abrir questionamentos sobre a vida que levamos socialmente e aquela outra que escondemos de nós mesmos.

Neste fatídico dia em que se passa a trama, a vida capa de revista desse homem é decisivamente rasgada com o atropelamento daquela que ele julgava ser a sua mãe. No leito do hospital, ela revela que, ao contrário do que ele pensava, ele não nasceu dela, não é da Terra e a cor de sua pele, originalmente, nunca foi branca, mas sim amarela. Ao abrir um severo questionamento sobre quem de fato é esse protagonista, o Teatro Inominável busca estimular outra pergunta: e se tudo aquilo que acreditamos ser natural e orgânico em nossas vidas fosse apenas valores inventados?

Foto: Diogo Liberano.

Ficha Técnica:

Atuação: Márcio Machado
Dramaturgia: Diogo Liberano
Direção: Andrêas Gatto e Diogo Liberano
Cenário: Elsa Romero
Figurino: Ticiana Passos
Iluminação: Livs Ataíde
Trilha Sonora Original: Arthur Braganti
Colaboração de Trilha Sonora e Voz em Off: Letícia Novaes

Serviço

Local: Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro.


Temporada: 26/6 a 18/8. Quarta a domingo, 19h30.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada).

Classificação: 18 anos.


Informações: (21) 3808-2020.

Compartilhe!