O monólogo performático “O Hétero” faz curta temporada no Teatro Dulcina de 12 a 28 de agosto. A montagem traz o primeiro texto solo de Zé Wendell, que também o protagoniza, sob direção de Alice Steinbruck. Viabilizado via financiamento coletivo, o trabalho conta com humor a história de Fulano de Tal, um artista nordestino sonhador que sai pelo mundo em busca de espaço profissional numa jornada de autoconhecimento e autoaceitação.

Para isso carrega, além de seus questionamentos e observações, uma potente bagagem cultural, que vai da pluralidade da cultura popular brasileira às influências midiáticas da televisão com suas telenovelas e programas de auditório. A parceria com Alice na direção vem dos tempos em que estudavam Artes Cênicas. Em alguns momentos, o texto alude à literatura de cordel e, paralelamente, se vale da linguagem pop e de uma pequena dose de existencialismo filosófico.

Foto: Beatriz Brandão.

Serviço

Local: Teatro Dulcina – Rua Alcindo Guanabara, 17 – Cinelândia – Rio de Janeiro.

Temporada: 12 a 28/8. Segunda, terça e quarta, 19h.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada)

Classificação: 16 anos.

 

Compartilhe!