“Felizes Mortos” estreia em 8 de março no Reduto, em Botafogo, com Joana Kannenberg e Júlia Portes

Duas jovens mulheres se encontram em um cemitério para realizar o último pedido de uma velha senhora: pintar seu túmulo com artes cheias de cor e vida. Esse é o mote do espetáculo “Felizes Mortos”, que estreia sexta-feira, 8 de março, no Reduto, em Botafogo, para curta temporada.  As apresentações acontecem às sextas e sábados, às 20h.

O público poderá conferir a montagem até 30 de março. Com direção de Lucas Lacerda, a peça oferece reflexões sobre os dilemas internos do ser humano proporcionados pelo espectro da morte e da culpa. Em cena, Joana Kannenberg e Júlia Portes vivem, respectivamente, Francini e Marta, protagonistas de uma história marcada pelo abandono e pelo rancor.

Ambas, ainda crianças,  tornaram-se amigas e, ao longo dos anos, partilharam descobertas e experiências da juventude. A montagem é livremente inspirada em uma história real. Há dois anos, Denise Portes, roteirista da peça, decidiu pintar o túmulo da mãe, falecida em 2016, num encontro familiar repleto de risos, cores e lembranças para celebrar a vida.

A encenação valoriza a força do texto e o trabalho das atrizes como principais motores da montagem. O cenário não realista de José Dias cria códigos que remetem a elementos essenciais da peça, que ao longo da trama ganham novos significados. A trilha sonora original de Natália Oliveira, composta especialmente para o espetáculo, marca e representa as passagens de tempo de “Felizes Mortos”, assim como a luz de Gabriel Prieto fortalece a dramaturgia e insere o público dentro da cena.

Editora Lazuli - #euleiolazuli

 Serviço:

Temporada: de 8 a 30/3. Sexta e sábado, às 20h.

Local: O Reduto – Conde de Irajá 98 – Botafogo – Rio de Janeiro.

Classificação indicativa:  14 anos.

Ingresso: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada).

2019Rio
Comentários (0)
Comentar