Cinco contos são a inspiração para o espetáculo “O Pirotécnico Zacarias”, que o grupo Giramundo apresenta no CCBB de 22 de agosto a 16 de setembro. A montagem é resultado de uma nova vertente de trabalho da trupe mineira, que experimenta a combinação de diferentes linguagens, como cinema, animação, música, dança, máscaras, artes plásticas e teatro de objetos.

No palco, bonecos contracenam com atores e vídeos adaptando os contos do autor considerado um dos mais significativos da literatura fantástica no Brasil numa espécie de “nova ópera”, caracterizada pelo hibridismo midiático. Desde o início dos anos 2000, o Giramundo tem norteado sua produção para a experimentação com outras mídias, principalmente para as possibilidades de interação de bonecos e atores com vídeos e animações. Com “O Pirotécnico Zacarias”, o grupo foi além.

“Trouxemos o cinema como um processo duplo, tanto de planejamento quanto de produção, seguindo metodologia usada frequentemente criação de filmes, como a roteirização, a organização de cenas, mas ao mesmo tempo incorporando as características cinematográficas para uma linguagem teatral”, explica o diretor Marcos Malafaia. “É um campo cênico híbrido, que corresponde a uma curiosidade sobre novos cenários de criação, abertos pela sobrecarga e multiplicidade de meios de expressão do mundo contemporâneo”, completa.

Foto: Elmo Alves e Lorena Zschaber.

Serviço

Local: CCBB  – Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro.

Temporada: 22/8 a 16/9. Quinta a segunda, 19h.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada).

Classificação: 14 anos.

Informações: (21) 3808-2020.

Compartilhe!