Clássico sobre a condição humana e o totalitarismo, “Estado de Sítio”, do escritor argelino Albert Camus, ganha direção de Gabriel Villela e estreia dia 4 de julho no Teatro Sesc Ginástico. Na peça, Elias Andreato é a Peste e Claudio Fontana é a Morte. Na montagem, ambas chegam subitamente à pequena cidade litorânea de Cádiz, assolada pela peste e dominada pelo medo.

Esse sentimento é utilizado como o fio condutor da obra clássica de Camus e da encenação. No elenco, Chico Carvalho, Rosana Stavis, e outros nove atores encenam os horrores do poder arbitrário. A tradução é de Alcione Araújo e Pedro Hussak, o cenário de J. C. Serroni e a iluminação de Domingos Quintiliano. A direção musical é de Babaya Morais e Marco França.

Foto: Andreia Machado.

Serviço

Local: Teatro Sesc Ginástico – Av. Graça Aranha, 187, Centro – Rio de Janeiro.

Temporada: 4 a 28/7. Quinta a sábado, 19h. Domingo, 18h.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (meia) e R$7,50 (credencial plena Sesc).

Classificação: 14 anos.

Compartilhe!