O espetáculo “Esperança na Revolta”, da Confraria do Impossível, reestreia no Terreiro Contemporâneo dia 30 de agosto, sexta-feira. A peça aborda as formas com as quais o ser humano reage e sobrevive às diversas violências às quais é submetido. O público poderá conferir a montagem até 15 de setembro.

Contemplado com o Prêmio Shell 2019 na categoria direção, a encenação é conduzida pelo premiado diretor André Lemos. “O estado de guerra, independente do lugar ou da cultura sempre se encontra vivo, principalmente em nós, negros e favelados. Em alguns momentos e lugares mais críticos, em outros apenas em destroços ou lembranças. Uma identidade humana sem fronteiras. A principal resistência que se faz nesse projeto é uma montagem totalmente idealizada por negros, que se propõem a universalizar o corpo e as ideias de pessoas negras em qualquer dramaturgia ou personagem rompendo com todo e qualquer tipo de estereótipo”, destaca o diretor.

No elenco estão os atores Alex Nanin, Ariane Hime, Beà , Cátia Costa, Cláudia Barbot, Dani Câmara, Daniel Vargas, Juliane Cruz, Juciara Áwô, Lívia Prado, Nádia Bittencourt, Rach Araújo, Reinaldo Junior, Tarso Gentil e Wayne Marinho.

Serviço

Local: Terreiro Contemporâneo – Rua Carlos de Carvalho, 53 – Centro – Rio de Janeiro.

Temporada: 30/8 a 15/9. Sextas e sábados, 20h. Domingos, 19h30.

Ingressos: Grátis.

Classificação: 16 anos.

Compartilhe!