O Centro Cultural Justiça Federal é palco da peça “Freud & Mahler” a partir de 10 de outubro. A autora Miriam Halfim focaliza o célebre encontro entre o pai da psicanálise Sigmund Freud e o genial compositor Gustav Mahler – ocorrido em agosto de 1910, em Leiden, Holanda -, após o último descobrir que sua mulher, Alma, o havia traído. A imensa insegurança por parte do compositor é evidenciada por marcar e desmarcar o encontro várias vezes, desenhando o retrato de um homem problemático, prato cheio para qualquer psicanalista.

Freud desenvolve, então, sua hipótese de uma terapia breve. No encontro entre esses dois gênios, de campos tão diversos, surge um embate desenvolvido numa conversa de jardim, já que Freud alegava que caminhar ajudava os pensamentos fluírem até chegar à solução dos problemas. A conversa é inteligente, com toques de humor e sofrimento e apresenta um desenlace curioso, chegando ao final um Mahler curado e feliz e um Freud inseguro quanto ao recebimento de seus justos honorários, já que o pagamento deverá ser feito por Alma Mahler. O consolo de Freud é que sua teoria de grande conhecedor da alma humana é comprovada.

Foto:Thiago Sacramento.

Ficha Técnica

Texto: Miriam Halfim.
Direção: Ary Coslov.
Elenco: Giuseppe Oristanio (Sigmund Freud) e Marcello Escorel (Gustav Mahler).

Serviço

Local: Centro Cultural Justiça Federal – Avenida Rio Branco, 241 – Centro – Rio de Janeiro.

Temporada: 10/10 a 21/11. Quintas e sextas, 19h. Não haverá apresentações nos dias 8 e 21/11.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira).

Classificação: 12 anos.

Compartilhe!