[Teatro] Programa “7 Leituras, 7 Autores, 7 Diretores”, no Sesc Consolação, promove em 26 de novembro a peça “Calígula”

[Teatro] Programa “7 Leituras, 7 Autores, 7 Diretores”, no Sesc Consolação, promove em 26 de novembro a peça “Calígula”

O programa “7 Leituras, 7 Autores, 7 Diretores”, concebido e dirigido por Eugênia Thereza de Andrade, fala sobre o Teatro do Absurdo em sua sétima edição do ano, dia 26 de novembro, no Sesc Consolação. Após textos de Eugène Ionesco (maio), Tom Stoppard (junho), Caryl Churchill (julho), Samuel Beckett (agosto), Fernando Arrabal (setembro) e Harold Pinter (outubro), é a vez da peça “Calígula”, do premiado dramaturgo franco-argelino Albert Camus.

O termo Teatro do Absurdo foi criado pelo crítico Martin Esslin (1918-2002) na década de 60. A intenção era agrupar, sob esta designação, as obras dramáticas do pós-guerra que colocavam em evidência o nonsense da vida cotidiana, a incomunicabilidade generalizada e, em suma, o absurdo da vida contemporânea, que se caracteriza pela fragmentação da personalidade e a busca inútil e incessante de algum sentido na existência.

Para o poeta Frederico Barbosa, responsável pela seleção dos textos da temporada de 2019, “o Teatro do Absurdo teve muita repercussão no Brasil, até porque, em vários aspectos, a realidade brasileira em muito se aproxima do mundo sem nexo e sem saída, retratado por esta corrente cada dia mais contemporânea”.

Foto: Edson Kumasaka.

Serviço

Local: Sesc Consolação – Teatro Anchieta – Rua Dr. Vila Nova, 245 – Vila Buarque – São Paulo.

Data: 26/11. Terça, 19h30.

Ingressos: Grátis.

Classificação: 14 anos.

Sem comentários

Insira um Comentário