Teatro Oficina celebra 59 anos e estreia peça “O Bailado do Deus Morto” totalmente digital

“O Bailado do Deus Morto”, peça de Flávio de Carvalho escrita para a inauguração do Teatro da Experiência, em 1933 e censurada já na noite de estreia, imediatamente ao fim da apresentação, põe em cena uma reflexão sobre a fé, o medo e a morte de um Deus animal que se transfigura com a mecanização do mundo.

Sob a direção de Marcelo Drummond e afastados da sede do teatro no bairro do Bixiga e da possibilidade contracenar com o público, enquadrados em telas de computadores e celulares, os atores e músicos se redescobrem diante do desafio de redimensionar a peça para o mundo digital-virtual, ao vivo, para apenas seis apresentações

Os ingressos podem ser adquiridos através da plataforma de eventos online da Sympla, com estreia marcada para o dia 16 de agosto, encerrando uma semana intensa em cartaz nas redes virtuais.

O espetáculo celebra no dia 16 de agosto, os 59 anos do terreyro eletrônico, como é conhecido seu prédio, obra de arte de muitas arquiteturas vitais, inaugurado em 1961, com a profissionalização da companhia.

Foto: Jennifer Glass.

Serviço

Plataforma Zoom

Data: 16/8 a 2/9. Domingos, 18h. Quartas, 21h.  

Ingressos: R$10,00 a R$100,00

Compra: www.sympla.com.br/teatroficinadigital 

Compartilhe!