O Teatro Oficina recebe o espetáculo “Odara – Tradição, Cultura e Costumes de um Povo” entre os dias 4 e 27 de outubro. A montagem reúne, em seu elenco, mais de 65 pessoas entre atrizes, bailarinos, dançarinos, cantoras, músicos, percussionistas,  capoeiras, sambistas, técnicos, produtores e promotores da cultura e das tradições de matriz africana que estão no alicerce da construção da sociedade brasileira.

Com direção de Márcio Telles, a peça, baseada em pesquisas e que teve sua montagem iniciada em 1997, leva ao palco o legado da ancestralidade africana com narrativa sobre a criação do mundo segundo a mitologia yorubá. A criação do mundo segundo a diáspora e uma visão yorubá são os fios condutores de uma montagem cujo conceito une a singela tradição Griot com a explosão inerente de quem pisa no chão do Oficina.

A peça segue com o surgimento de novos povos, desde a vida livre do negro na África, passando pelo tráfico de escravos até o período contemporâneo, mostrando que, além do sofrimento, houve resistência que manteve vivos os costumes, a tradição e a cultura, apresentando ao longo de 120 minutos uma dramaturgia enriquecida com manifestações populares como dança dos Orixás, capoeira, samba-reggae, puxada de rede e samba de roda, ilustrando um patrimônio cultural inestimável e preservado.

Foto: Tally Campos.

Serviço

Local: Teatro Oficina – Rua Jaceguai, 520 – Bixiga – São Paulo.

Temporada: 4 a 27/10. Sextas, sábados, 20h. Domingos, 19h.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira), R$ 20,00 (meia-entrada) e R$ 5,00 (estudantes secundaristas de escola pública, imigrantes, refugiados, moradores de movimentos sociais de luta por moradia, mediante a comprovante).

Classificação: 12 anos.

Compartilhe!