O Itaú Cultural realiza, até 15 de setembro, o projeto “Crítica em Movimento”, que reúne espetáculos e debates com convidados da Argentina, Brasil, Chile, Cuba, Paraguai e Uruguai. Assinada pelo instituto e pelo crítico de teatro Valmir Santos, a curadoria traz um olhar cênico para as consequências da colonização na América Latina, tendo como ponto de partida a obra “As Veias Abertas da América Latina: Cinco Séculos de Pilhagem de um Continente”, do escritor uruguaio Eduardo Galeano. Embora a obra seja de 1971, os temas abordados ali sobre o território latino-americano permanecem atuais.

O grupo brasileiro Complexo Duplo sobe ao palco no dia 13, às 20h, com “Há mais Futuro que Passado – Um Documentário de Ficção”. Com direção de Daniele Avila Small, o espetáculo coloca em cena as atrizes  Clarisse Zarvos, Julia Bernat e Tainah Longras para tratar sobre o lugar da mulher latino-americana na história da arte, questionando a predominância de nomes masculinos e europeus, bem como a distância entre o Brasil e os países vizinhos.

No dia 14, sábado, a programação tem dupla sessão. Às 18h, os chilenos da La Negra María Teatro apresentam “Cartas de Niños”, obra dirigida por María Sepúlveda. Inspirada em cartas e desenhos escritos nessa época pelos filhos de presos políticos, a peça traz o olhar de pessoas que passaram a infância sob a ditadura no Chile. No dia seguinte, às 17h, o Itaú Cultural leva o espetáculo à Paideia Associação Cultural, expandindo a programação para além da sede do instituto.

Serviço

Local: Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149 – Bela Vista – São Paulo.

Data: Até 15/9. Programação completa em www.itaucultural.org.br

Ingressos: Grátis.

Compartilhe!