Com dramaturgia de Eduardo Joly e direção de Felipe Rocha, a peça investiga a obra do russo Anton Tchékhov (1860-1904) para indagar o que pode ser feito quando os sonhos estão desfeitos.

O espetáculo do grupo Heterônimos Coletivos de Teatro, estreia no dia 11 de janeiro, sexta, no Sesc Belenzinho, às 21h30.

A partir da sensação de fracasso político e de ruína dos sonhos coletivos, o grupo iniciou o Projeto: Fracasso e Resistência que consiste na pesquisa das quatro principais obras de Tchékhov: “A Gaivota”, “As Três Irmãs”, “Tio Vânia” e “O Jardim das Cerejeiras”.

Em uma arena vazia, os atores são atravessados por essas questões e se colocam em ação diante do público. Como em uma revoada de pássaros, as cenas se transformam continuamente sempre movidas pela ação dos atores.

Ficha Técnica

Dramaturgia: Eduardo Joly.

Direção: Felipe Rocha.

Elenco: Alexandra Tavares, Ametonyo Silva, Caio Caldas, Danilo Arrabal, Felipe Rocha, Lívia de Souza, Marcela Grandolpho, Naia Soares e Thaina Muniz.

Serviço

Local: Sesc Belenzinho – Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho – São Paulo.

Temporada: 11/1 a 10/2. Sextas e sábados, 21h30. Domingos, 18h30

Ingressos: R$ 20,00 (inteira). R$ 10,00 (meia-entrada).

Classificação: 12 anos.

Informações: (11) 2076-9700.

Compartilhe!