O espetáculo “Os Um e os Outros”, estará em cartaz no Sesc Pompeia a partir de 5 de setembro. O trabalho, da Cia Livre,  é realizado em parceria com a Cia Oito Nova Dança. A narrativa parte de Bertolt Brecht, que se inspirou em uma guerra ocorrida na Roma Antiga para escrever, em 1933, “Os Horácios e os Curiácios”, obra que investiga modos de resistência à chamada “época da contrarrevolução”, instaurada com a ascensão e consolidação da Alemanha Nazista. A partir dessa premissa, a montagem de “Os Um e os Outros” reflete sobre a questão dos povos ameríndios e suas lutas históricas no Brasil.

Na transcriação cênica concebida pela diretora Cibele Forjaz, os Curiácios são o povo dos Um, que acredita na universalidade da sua cultura, enquanto os Horácios são os Outros, ou todos aqueles que defendem a diversidade dos modos de existência. Os Curiácios invadem a terra dos Horácios para roubar seus campos e minas. Frente à ameaça de perderem tudo aquilo de que necessitam para viver, os Horácios decidem resistir. Em três batalhas – dos arqueiros, dos lanceiros e dos escudeiros – o autor aborda diferentes estratégias de luta, refletindo sobre formas de resistência ao avanço do totalitarismo no mundo.

Para tecer esse diálogo entre a história escrita por Brecht e a luta dos povos ameríndios no Brasil contemporâneo, as duas companhias contam com a participação de artistas colaboradores e a presença especial de convidados do povo Guarani M’Bya – moradores da Terra Indígena Tenondé-Porã em Parelheiros, multiplicando os pontos de vista da encenação num espetáculo que mescla teatro, música, dança e projeção de imagens.

Foto: Cacá Bernardes.

Serviço

Local: Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93 – Água Branca – São Paulo.

Temporada: 5 a 22/9. Quinta a sábado, 21h. Domingo, 18h.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira), R$ 20,00 (meia-entrada) e R$ 12,00 (credencial plena Sesc).

Classificação: 14 anos.

Compartilhe!