Baseado em fatos reais, o espetáculo “Entrevista com Phedra”, que conta a vida da icônica diva trans cubana do teatro brasileiro Phedra D. Córdoba (1938-2016), estreia dia 8 de julho no Espaço dos Satyros. A autoria é de Miguel Arcanjo Prado, renomado crítico teatral e amigo da homenageada.

A encenação é dirigida a quatro mãos pelo argentino Juan Manuel Tellategui e o brasileiro Robson Catalunha, além de ter figurino e visagismo assinados pelo estilista Walério Araújo e direção de produção de Gustavo Ferreira.

Phedra é interpretada por Márcia Dailyn, atriz, primeira bailarina trans do Theatro Municipal de São Paulo. O ator Raphael Garcia, um dos fundadores do Coletivo Negro, dá vida a Miguel Arcanjo.

Foto: Annelize Tozetto.


Serviço

Local: Espaço Satyros – Praça Franklin Roosevelt, 214 – Repúblico – São Paulo.

Temporada: 8/7 a 2/9. Segundas, 21h.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia entrada).

Classificação: 14 anos

Compartilhe!