O espetáculo “Elizabeth Costello” é um projeto teatral idealizado pela atriz Lavínia Pannunzio, que resultou no espetáculo com dramaturgia e direção do ator Leonardo Ventura, sobre a obra homônima do laureado escritor sul-africano J.M Coetzee, considerado um dos principais escritores de língua inglesa. O espetáculo segue em temporada até 16 de fevereiro em curta temporada.

Na peça, uma velha escritora vive entre gatos em uma aldeia do interior. Enquanto faz uma profunda reflexão diante de um gravador, cria uma narrativa de ficção onde a personagem Elizabeth Costello, deve fazer declarações de crença diante de uma banca de juízes para passar por um misterioso portão. Diante das questões “No que creio? Por quê creio?”, Elizabeth Costello recorre à sua luta mais cara, a dos direitos dos animais para respondê-las. No entanto, sente-se inadequada com a recepção de suas ideias por parte da banca de seus ávidos juízes. Para encontrar uma maneira de falar que traga iluminação e não divisão, Elizabeth recorre à outros temas como: a filosofia e os animais; a poesia e os animais; o mal sob a ótica de  um estupro que sofre ainda jovem; a análise crítica da lógica cristã em um potente embate com sua irmã na África; a empatia gestada pela sua perspectiva humanista, entre outros. Estes temas, ainda que não revertam sua condição inadequada, acabam por levar a escritora a um culminante contato com forças míticas ontológicas e primordiais de existência, revelando suas crenças sobretudo no que é real no âmbito da natureza.

Foto: João Maria.

 

Ficha Técnica

Autor: J.M. Coetzee.

Adaptação e Direção: Leonardo Ventura.

Idealização e Atuação: Lavínia Pannunzio.

 

Serviço

Local: TUSP – Teatro da USP – R. Maria Antônia, 294 – Vila Buarque – São Paulo.

Temporada: Até 16/2. Quarta a sábados, 21h. Domingos, 20h.

Ingressos: R$ 30,00.

Classificação: 16 anos.

Informações: (11) 3123-5222.