Questões ligadas à velhice são tema da comédia dramática “Rugas”, que inicia  temporada no dia 2 de agosto no Teatro Glaucio Gil. Há três anos as atrizes Claudiana Cotrim e Vanja Freitas estudam o tema, realizam entrevistas e, após ampla pesquisa acadêmica e artística, decidiram dar vida ao texto do dramaturgo Herton Gustavo Gratto.

Aos 65 anos, Vanja Freitas começou a vivenciar uma série de situações que a fez refletir sobre essa fase da vida. Ao lado de Claudiana Cotrim, de 48 anos, passou a observar como as pessoas mais velhas atravessavam a rua e como se relacionam com a cidade. Os livros ‘A velhice 1 – a realidade incômoda’ e ‘A velhice 2 – a relação com o mundo’, de Simone de Beauvoir, e ‘Como envelhecer’, de Anne Karpf, também fizeram parte da pesquisa da dupla.

O espetáculo gira em torno de uma cientista gerontóloga que estuda o envelhecimento e deseja fazer o tempo parar. Para isso, vai estudar no exterior e quase não tem mais contato com sua mãe. Até que um dia, durante uma palestra, recebe um telefonema da cuidadora dizendo que a mãe está muito doente e precisa ver a filha. O que ela vai fazer?

Na trilha sonora do espetáculo, estão músicas como ‘Meu mundo caiu’, eternizada por Maysa; ‘Fascinação’, famosa na voz de Elis Regina; ‘Bodas de Prata’, de Maria Bethânia, entre outras.

Foto: Paulo do Vale.

Ficha técnica

Elenco: Claudiana Cotrim e Vanja Freitas.

Direção: Amir Haddad.

Texto: Herton Gustavo Gratto.

Serviço

Local: Teatro Glaucio Gil – Praça Cardeal Arcoverde, s/n – Copacabana – Rio de Janeiro.

Temporada: 2 a 31/8. Sextas e sábados, 18h30.

Ingressos: R$ 50,00 e R$ 25,00.

Classificação: Livre.

Compartilhe!