A companhia “O Pessoal do Faroeste” está comemorando 21 anos e, para marcar da data, estreia o musical “Brancos e Malvados ou Ensaio Sobre Os 3 Porquinhos” no dia 21 de abril. O espetáculo é inédito. A montagem tem como mote a ditadura de 1964, as torturas durante o período entre 1960 e 1980 e seus reflexos no entorno da hoje conhecida Cracolândia, além da gentrificação que o bairro vive, local que abriga o antigo DOPS e que também é a sede da Companhia. A temporada vai até 5 de agosto, sempre aos domingos, às 16h e às segundas-feiras, em dois horários, às 19h e às 21h30.

A peça narra a história de dois atores à espera do diretor para o ensaio. São moradores de um antigo cortiço, agora reformado por uma ONG, que possui um teatro no térreo. Por serem brancos foram os únicos que permaneceram com a reforma. Fazem teatro dentro de uma oficina ao longo de dez anos. A peça vai saltando no tempo, desde os primeiros ensaios de um grupo amador até a estreia de um grupo profissional. Heitor e Cícero são atores, o segundo também autor. O diretor ausente chama-se Prático.

O musical apresenta o ponto de vista dos vilões, homens brancos e maus na construção do Brasil, as traições, associações criminosas que formam o poder paralelo. Inspirado em HQ e filmes de super-heróis americanos, a peça também coloca em jogo o poder que os EUA exercem por meio da cultura pop, filmes de heróis e guerras. A Cia. acabou de viver uma ação de despejo que foi incluída na dramaturgia.

Ficha técnica

Elenco: Eduardo Fonseca e Ricardo Monastero.

Texto, cenografia e direção geral: Paulo Faria.

Canções, Trilha e Direção Musical: Felipe Chacon.

 

Serviço

Local: Sede Luz do Faroeste – Rua do Triunfo, 305 – Luz – São Paulo.

Temporada: 21/4  a 5 /8. Domingo, 16h. Segundas, às 19h e às 21h30.

Ingressos: Pague o quanto puder.

Compartilhe!