A peça “A Golondrina”, do autor catalão Guillem Clua, estará em curtíssima temporada no Itaú Cultural de 4 a 7 de julho. Com direção de Gabriel Fontes Paiva, a montagem retrata o encontro entre uma professora de canto e um estudante que a procura para melhorar sua técnica vocal, com o objetivo de cantar no memorial da mãe, morta há pouco tempo.

O texto é inspirado em quatro trágicos eventos recentes: o ataque terrorista ao bar Pulse, ocorrido em 2016 em Orlando, nos Estados Unidos; o atentado contra o teatro parisiense Bataclan, no mesmo ano; o ataque de extremistas que vitimou transeuntes no balneário de Nice, também na França, em 2015, e, por fim, o atentado ocorrido nas Ramblas de Barcelona, na Espanha, em 2017.

A partir dessas referências, a peça se torna uma tentativa de compreender a insensatez do horror e as consequências que resultam do ódio. Em cena, existe uma tensa relação entre os personagens Amélia e Ramon. A música escolhida pelo jovem para homenagear a mãe tem um significado especial para ele, da mesmo forma que tem para a severa professora.

Foto: João Caldas.

 

Ficha Técnica

Autor: Guillem Clua
Tradução: Tania Bondezan
Direção: Gabriel Fontes Paiva
Elenco: Luciano Andrey e Tania Bondezan
Cenógrafo e figurinista: Fabio Namatame
Assistente de direção: Ana Paula Lopez
Iluminador e Sonoplasta: André Prado
Trilha Sonora: Luisa Maita

 

Serviço

Local: Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149 – Bela Vista – São Paulo.

Temporada: 4 a 7/7. Quinta a sábado, 20h. Domingo, 19h.

Ingressos: Grátis.

Classificação: 12 anos.

Compartilhe!