SESC São Paulo retoma gradualmente suas atividades

Assim que foi decretada a pandemia pela Organização Mundial da Saúde, todas as unidades do Sesc – Serviço Social do Comércio em São Paulo suspenderam o atendimento presencial, em 17 de março, para prevenir os riscos de propagação do Novo Coronavírus (Covid-19) entre freqüentadores e funcionários. Situação que demandou atitudes inéditas e uma tomada de decisões abrangente para a manutenção do relacionamento com o público de maneira efetiva, respeitando o isolamento social e os protocolos sanitários.

Uma agenda de transmissões ao vivo foi criada, agrupadas sob a hashtag #EmCasaComSesc e incluindo diversas linguagens artísticas: apresentações musicais, experimentações cênicas, exibições de filmes e apresentações para crianças, além de debates, bate-papos e treinos esportivos. Esse conjunto de ações foi responsável pela expansão, definitiva, das atividades do Sesc em território digital, também marcada pelo lançamento da Plataforma Sesc Digital, que reúne o acervo audiovisual da instituição, além de conteúdos inéditos, lançamentos digitais e cursos à distância.

No campo social, o Sesc adotou uma série de medidas com o objetivo de colaborar no enfrentamento da crise, como a doação de alimentos perecíveis e itens de proteção utilizados nas clínicas odontológicas, disponíveis nos estoques das unidades, para serviços públicos de saúde e assistência; a produção, também para doação a profissionais de saúde, de protetores faciais de acetato; a fabricação de máscaras artesanais de tecido, em parceria com iniciativas sociais presentes no entorno das unidades, para distribuição comunitária e geração local de renda; a promoção da saúde e do bem-estar por meio de ações educativas em saúde, alimentação e atividades físicas, além da continuidade das ações do programa Mesa Brasil, que realizou a doação de 55 mil cestas básicas e intensificou a distribuição de alimentos e, em caráter excepcional, de produtos de higiene e limpeza a instituições assistenciais, comunidades em situação de vulnerabilidade e aldeias indígenas, empreendendo também um esforço para o engajamento de novas empresas doadoras.

Ao final de agosto, cinco meses após a suspensão majoritária do atendimento presencial nas unidades, o Sesc São Paulo anuncia uma parcial e gradativa retomada, com um número restrito de atividades, dirigidas aos alunos que já eram inscritos nos cursos de Ginástica Multifuncional, Práticas Corporais e Corrida, além de pacientes das Clínicas Odontológicas cujos tratamentos foram interrompidos pela pandemia. Todas essas atividades serão previamente agendadas, visando restringir a circulação de público no interior das unidades.

Desde o último dia 10, uma parcela dos funcionários iniciou os treinamentos para os protocolos de segurança em saúde, higiene e comportamento, e a intensificação dos trabalhos para a readequação estrutural das unidades. Cultura de Paz, Liderança, Saúde e Segurança Ocupacional, Cuidados com a Saúde Mental/Emocional e Fatores Psicossociais, Conjuntura Macroeconômica, Acessibilidade, Cidadania e Direitos Humanos em Tempo de Pandemia foram os temas selecionados pela gerência de Desenvolvimento de Pessoal para a instrumentalização das equipes nesta etapa, com a consultoria técnica de profissionais como os médicos Dráuzio Varella e Esper Kallás, além de um time multidisciplinar que conta com a jornalista Lia Diskin, o psicólogo Ricardo Hirata e a professora de Economia Carla Beni, entre outros, que estão contribuindo para a capacitação dos funcionários para a retomada do atendimento ao público.

Todas as 40 unidades do estado devem retornar à medida que os municípios em que estão instaladas atinjam a classificação necessária para reabertura, estabelecida pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, e em conformidade com as regulações municipais. O plano prevê uma retomada consciente dos setores da economia em cinco etapas, de acordo com índices que envolvem a capacidade do sistema de saúde local e a evolução da epidemia. Apenas as unidades do Sesc instaladas em cidades que estão na fase 2 (laranja) e 3 (amarela) estarão habilitadas a reabrir. Atividades físicas só poderão retornar em municípios que estiverem na fase amarela.

As unidades serão sinalizadas com recomendações de autocuidado e segurança que deverão ser seguidas pelo público, além de marcações que orientam o distanciamento físico adequado para a circulação no prédio, nas salas, elevadores e com a medição de temperatura na entrada. Álcool em gel e desinfetante ecológico serão disponibilizados para o público e os vestiários não serão utilizados para banho e troca de roupas, disponíveis apenas para necessidades básicas e assepsia das mãos; os sanitários também terão oferta reduzida à higiene básica. As rotinas das equipes de limpeza foram ajustadas a fim de intensificar a frequência de higienização das superfícies de contato e espaços confinados, como os elevadores, por exemplo, que estão programados para serem higienizados a cada 1h.

As unidades que possuem estacionamento já contam com sistema automatizado para emissão e pagamento de tíquetes, ou seja, sem contato manual. A oferta será de 50% das vagas, sempre intercaladas. É importante que os alunos e pacientes tragam seus próprios copos, squeezes ou garrafas, pois as Comedorias permanecerão fechadas e os bebedouros se prestarão apenas para o abastecimento de recipientes, sem a possibilidade de se beber água diretamente do equipamento.

Horários de Funcionamento:

Unidades do estado: terça a sexta-feira, das 14h às 20h. Aos sábados, das 10h às 14h. Fechados aos domingos.

Sesc Carmo: segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Sesc Florêncio de Abreu: segunda a sexta-feira, das 8h às 21h.

Sesc Itaquera e Sesc Interlagos: reabrem para atividades de parque de quarta a sexta-feira, das 10h às 16h. As carretas do OdontoSesc irão funcionar de terça a sábado, das 10h às 16h.

CineSesc Centro de Pesquisa e Formação (CPF): Permanecem fechados.

Colônia de Férias Sesc Bertioga: iniciará atividades de hospedagem a partir de 10 de setembro; a unidade local do OdontoSesc funcionará de terça a sábado, das 10h às 16h; Day Use e atendimentos à comunidade permaneem suspensos. Serão atendidos exclusivamente os hóspedes que estiverem hospedados na temporada.

Mais informações em sescsp.org.br

Compartilhe!