O Portal da Arte Brasileira

Série cinema #EmCasaComSesc traz diversos filmes na programação

0 7

A série cinema #EmCasaComSesc estreia a partir de quinta-feira, 30 de setembro, o premiado longa brasileiro “Arábia”, de Affonso Uchôa e João Dumas. O filme conta a história de André, um jovem de Ouro Preto, Minas Gerais, que encontra por acaso o diário de um operário metalúrgico que sofreu um acidente e, por suas memórias, embarca numa jornada pelas condições de vida de trabalhadores marginalizados.

O longa recebeu o prêmio da crítica no Festival Sesc Melhores Filmes, o prêmio de Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Trilha Sonora e Melhor Edição no Festival de Brasília, entre outros. Além do brasileiro, a série volta a exibir o drama franco-alemão “Em Trânsito”, de Christian Petzold, sobre Greg, um homem que tenta fugir da França após a invasão nazista, e rouba os manuscritos de um autor falecido assumindo sua identidade. Preso em Marseille, ele acaba se envolvendo com Marie, a esposa do homem que ele está fingindo ser.

“Um Peixe Que Nada de Costas” é a terceira estreia da Mostra Alemã de Cinema: Elas Dirigem!”. O longa de Eliza Petkova, apresenta um complexo e delicado triângulo amoroso entre uma mulher misteriosa, um viúvo e seu filho. A produção concorreu ao Prêmio Compass-Perspektive de Melhor Filme, no Festival de Berlim, em 2020.

Post Patrocinado

No dia 1 de outubro, a plataforma recebe três longas da diretora Claire Denis: “Desejo e Obsessão” mostra um casal norte-americano que, durante sua lua de mel em Paris, pede ajuda a um amigo médico para aliviá-los de uma estranha doença; “Minha Terra África”, traz Isabelle Huppert interpretando Maria, uma mulher que se recusa a abandonar sua plantação de café antes do fim da colheita em uma região devastada pela guerra civil na África; “Deixa a Luz do Sol Entrar”, com Juliette Binoche interpretando uma mulher divorciada em busca do verdadeiro amor.

Também na sexta-feira, a partir das 14h, abrem as inscrições para o segundo ciclo do curso “Cineastas Mulheres: do Íntimo ao Político”, que tem a obra de Claire Denis como foco. Promovido pelo Cinesesc, os encontros acontecem de forma online e gratuita até dezembro. A cada mês, a psicanalista, escritora, ensaísta e crítica de arte Bianca Coutinho Dias  trabalha uma ideia de biografia que possa se reinventar para além dos lugares canônicos, sustentando, a partir do íntimo, do gesto e da memória, um campo poético e político que se esboça em cada produção fílmica. Em outubro os encontros acontecem nos dias 6 e 7 e as inscrições são feitas, a partir de 1 de outubro, através do site do Sesc.

De 1 a 10 de outubro, o Sesc São Paulo realiza a Mostra de Cinemas Africanos que reúne 30 títulos de ficção e documentário de 16 países, a maioria inéditos no Brasil. O ciclo online e gratuito apresenta 12 sessões (dez longas e dois programas de curtas), legendados em português, além de um curso e catálogo digital. Entre os destaques da programação estão exemplos recentes do cinema de gênero da África do Sul, Nigéria e Uganda, e curtas dirigidos por mulheres, com uma mostra competitiva simultânea com o Benin e uma seleção de produções árabes do norte da África. O principal foco curatorial deste ano é o cinema de gênero. O filme de abertura é “Juju Stories” (2021), do coletivo nigeriano Surreal 16, com três histórias de bruxaria dirigidas por C.J. Obasi, Abba Makama e Michael Omonua. A mostra conta com o apoio da Embaixada da França no Brasil e do Institut Français.

Serviço

Plataforma Sesc Digital.

Link de acesso: https://sesc.digital/colecao/cinema-em-casa-com-sesc.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X