O Portal da Arte Brasileira

São Paulo Companhia de Dança faz apresentações presenciais e virtuais a partir de 17 de junho

0 11

A São Paulo Companhia de Dança (SPCD) dá início em junho a sua Temporada 2021, intitulada “Tempo da Travessia”, no Teatro Sérgio Cardoso.  Entre os dias 17 e 20, o público poderá conferir a estreia de “Les Sylphides (Chopiniana)”, além de “Só Tinha de Ser com Você”. Entre os dias 24 e 27, é a vez da estreia do clássico “Giselle – Ato II”, acompanhado de “Agora”, de Cassi Abranches.

As oito apresentações também contarão com transmissão simultânea ao vivo e gratuita pelo canal da SPCD no YouTube e pela plataforma Cultura em Casa. Aos sábados e domingos, quem assistir ao streaming também poderá conferir os espetáculos com audiodescrição de “Só Tinha de Ser com Você”, em 19 e 20 de junho, e “Giselle – Ato II”, em 26 e 27 de junho. Aos que desejam mergulhar no universo dessas criações, haverá palestras de mediação sobre cada programa. Conduzidas por Inês Bogéa, elas reúnem artistas envolvidos nas obras e acontecem de forma virtual, nos dias 16 e 23, às 19h, também no canal da SPCD no YouTube e na plataforma Cultura em Casa. Nos dias 18 e 25, às 15h, serão realizados ainda dois espetáculos gratuitos voltados para estudantes e público da terceira idade.

O primeiro programa conta com o encontro de dois ícones do cenário nacional da dança: Ana Botafogo e Henrique Rodovalho. A primeira-bailarina do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro assina uma remontagem inédita de “Les Sylphides (Chopiniana)” para a Companhia. Coreografada originalmente em 1909 por Michel Fokine (1880-1942), a partir de composição de Frédéric Chopin (1810-1849), esta é uma obra que evoca a era romântica e marca a estreia de Ana no papel de remontadora. A noite fecha com “Só Tinha de Ser com Você”, uma coreografia de Rodovalho estreada, em 2005, por sua companhia, a Quasar Cia de Dança, com músicas do álbum “Elis & Tom” (1978).

Post Patrocinado

A segunda semana leva para o palco do Teatro Sérgio Cardoso dois nomes cujas as trajetórias coreográficas estão intrinsecamente ligadas à SPCD: Lars Van Cauwenbergh e Cassi Abranches. Lars – que também é professor da Companhia – lança “Giselle – Ato II”, inspirada livremente no original de 1841 de Jules Perrot (1810-1892) e Jean Coralli (1779-1854).

A Temporada de junho da SPCD se despede com a premiada “Agora”, de Cassi. Eleita como melhor coreografia de 2019 pelo júri do Prêmio, a obra se soma a outras três criadas pela coreógrafa paulista para o repertório da Companhia.

Serviço

Local: Teatro Sérgio Cardoso – R. Rui Barbosa, 153 – Bela Vista, São Paulo.

Datas: 17 a 27/6. Quintas, sextas e sábados, 20h. Domingos, 17h.

Ingressos: R$ 70,00 (plateia/inteira) e R$ 45,00 (balcão/inteira).

Link para ingressos: www.sympla.com.br

Site: www.culturaemcasa.com.br

YouTube: Canal São Paulo Companhia de Dança.

https://www.youtube.com/user/AudiovisualSPCD
você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X