Violência contra juventude negra e periférica é um dos temas abordados no espetáculo e tem o objetivo de trazer ao público a reflexão sobre guerras em vários contextos, entre eles situações que resultam no genocídio da juventude negra e periférica.

Entre liberdade, amor e sobrevivência, as sete histórias do espetáculo são interpretadas pelo elenco, que mostram como a violência atinge a todos, mesmo em diferentes escalas, mas para alguns ainda resta alguma esperança. A partir de diversos personagens, os atores cantam, contam, jogam, dançam, tocam e vivem histórias de guerra e resistência.

Serviço

Texto e Direção: André Lemos.

Elenco: Alex Nanin, Beà, Cátia Costa, Cláudia Barbot, Daniel Vargas, Lívia Prado, Nádia Bittencourt. Reinaldo Junior e Tarso Gentil

Local: Terreiro Contemporâneo – Rua Carlos de Carvalho, 53 – Centro, Rio de Janeiro.

Temporada: 23/11 a 10/12. Sextas e sábados, 20h. Domingos, 19h.  

Ingressos: R$20,00 (inteira). R$10,00 (meia-entrada).

 

Compartilhe!