O Portal da Arte Brasileira

Radionovela “Beleza: um suspiro de esperança” estreia on-line em 29 de novembro

0 12

“Beleza: um suspiro de esperança”, radionovela disponibilizada nas plataformas de Podcast, com 8 episódios, cada um com 30 minutos, foi criada a partir do romance “O Idiota”, de Fiodor Dostoievski. A estreia será dia 29 de novembro, segunda-feira, às 20h.

Haverá também um bate-papo pelo Zoom com a equipe de criação e a historiadora convidada Lia Calabre, autora do livro “O rádio na sintonia do tempo: radionovelas e cotidiano (1940-1946)”. Neste dia serão disponibilizados ao público os três primeiros episódios pelo site e Spotify do ICC – Instituto Casa Comum e os outros cinco na sequência, quarta, sexta, segunda, quarta e sexta respectivamente e seguindo o modelo de quando foram ao ar em 1941.

O idealizador e diretor Américo Córdula convidou Ivan Andrade, diretor de teatro e  pesquisador da literatura russa para assinar o roteiro. A ideia era transpor sinteticamente a densa obra para uma série de 8 capítulos e adaptá-la para os dias de hoje, tendo como o mote a pós-pandemia vindoura e criando um paralelo da jornada de Michkin, aqui chamado de Miguel e a relação de amizade criada com Rogójin/Ragô e a conformação do triângulo amoroso com Nastácia Filíppovna/Natalia Filipa, mantendo o contexto muito semelhante ao que estamos vivendo, sem alterar a gramática dostovieskiana ou a chave do romance.

Post Patrocinado

Michkin (o “idiota” do título) personagem central da novela é considerado um dos mais importantes da literatura mundial, um príncipe, espécie de “bobo da corte” em virtude das suas qualidades morais, um humanista em contraste com a sociedade em que está inserido e uma das pontas do triângulo amoroso entre Rogójin e a perturbadora Nastácia Filíppovna.

Diferentemente da ambientação do romance do Séc.XIX e num possível Brasil pós-pandêmico, a radionovela se passa num tempo imaginário, onde Miguel, que é um grafiteiro interpretado pelo ator Eduardo Silva, retorna de sua recuperação após uma internação para cuidar da saúde em consequência da contaminação da última cepa da Peste. Miguel e Ragô (feito por William Mezzacapa) se conhecem no trem, como no romance original, no retorno do exílio, em busca de sua herança e para realizar o seu maior desejo de se casar com Natalia, interpretada por Pamela Machado, jovem que teve uma ascensão social e que o encantou. É neste encontro, uma festa de São João, pretensamente popular, da Associação de Caridade Órfãos da Peste, que se estabelece o arco dramático principal em torno de um triângulo amoroso que transcorre em toda a novela.

As histórias paralelas onde os demais personagens estabelecem o ambiente que o trio viverá suas relações permeadas de temáticas contemporâneas como: poder, diferenças de classe, valores sociais corrompidos, desprezo pelo dinheiro, relações abusivas contra a mulher, racismo, exclusão, desamparo, dissolução do sentido da vida.

Serviço

Spotify e site do ICC – Instituto Casa Comum.

Estreia: 29/11. Segunda, 20h.

Link de acesso: https://institutocasacomum.org.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X