O Portal da Arte Brasileira

Plataforma Agenda Tarsila apresenta programação sobre movimento modernista

0 24

A plataforma Agenda Tarsila, maior site de programação sobre o movimento modernista do país que estreou neste mês, possui mais de 160 eventos ligados ao modernismo elencados no site. A iniciativa comemora o centenário da Semana da Arte Moderna de 22 e é uma realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

O site também possui entrevistas exclusivas com parentes dos modernistas, pesquisadores e artistas contemporâneos, além de curiosidades. Um verdadeiro guia para quem gosta de arte. Nesta semana, a Agenda Tarsila indica eventos que acontecem de forma presencial e online.

O “Giardino Portinari” é uma exposição a céu aberto, criada pelo Museu Casa de Portinari, em parceria com a Prefeitura Municipal de Brodowski (cidade natal de Portinari) e empresas locais, inaugurada em agosto. A mostra apresenta cerca de 20 painéis com réplicas de obras do artista, que contemplam as relações do pintor com a sua terra natal, aspectos da história local como a imigração italiana e homenagem a Chiampo – cidade-irmã de Brodowski –, a convivência entre os povos e a proteção ambiental, temas importantes na sociedade contemporânea.

Post Patrocinado

A exposição vai até 22 de agosto de 2022. A entrada é gratuita. O local de visitação fica na Av. Dr. Rebouças, em Brodowski (a cidade fica a cerca de quatro horas da capital paulista).

Um dos nomes mais importantes do modernismo brasileiro, John Graz, artista suíço que veio para o país em 1920, deixou um legado que vai além da arquitetura de interiores. Na mostra, que conta com cerca de 155 itens, o foco está nas suas produções artísticas e interação com a temática indígena, fauna e flora, história e cultura popular brasileira. Também poderão ser apreciados pelo público mobiliários com design moderno e brasileiro, estudos de arquitetura, decoração e fotos de ambientes que ele idealizou. A exposição fica na Rua General Osório, 66, no bairro Santa Ifigênia, em São Paulo. A entrada é gratuita e a mostra segue até 31 de janeiro de 2022, das 10h às 18h. O local é fechado às terças-feiras.

Um álbum raro de Di Cavalcanti, publicado em 1921 pela editora Monteiro Lobato & Cia, é tema da exposição “Fantoches da Meia-Noite – A Modernidade que Sai das Sombras”, que poderá ser vista, via agendamento, até o dia 12 de fevereiro de 2022. A mostra conta com 16 pranchas integrantes do acervo da Casa Guilherme de Almeida que foram coloridas à mão pelo autor. A obra foi um dos ensejos, segundo a autobiografia de Di Cavalcanti, para o que viria a ser a Semana de Arte Moderna. A exposição vai até 12 de fevereiro de 2022, das 12h às 16h, de quarta a sábado, na Casa Mário de Andrade, situada na Rua Lopes Chaves, 546, na Barra Funda, em São Paulo.

Com curadoria de Aracy A. Amaral e Regina Teixeira de Barros, exposição “Moderno onde? Moderno quando?” traz obras de artistas modernistas de diversos estados do país e amplia no tempo e no espaço o legado da Semana de 22, abrangendo tanto seus antecedentes, quanto seus desdobramentos. A proposta da exposição é trazer ao público uma reflexão sobre a Semana de 22, para além de uma apreciação assertiva, e fugir das respostas certas ou prontas. A exposição acontece até 12 de dezembro, de terça a domingo, das 10h às 18h. O MAM fica na Avenida Pedro Alvares Cabral, s/nº, Parque Ibirapuera, em São Paulo – SP. A entrada é gratuita.

Originalmente feita em 1971, em ocasião dos 50 anos de carreira do pintor Di Cavalcanti, a exposição “Di Cavalcanti no MAM: 50 anos x 2” ganha nova montagem e estará em cartaz, até dezembro, na Biblioteca do museu. Para a mostra, foram recuperados catálogo, pôster, convite, recorte do jornal Diário do Povo e filme de época do acervo bibliográfico e audiovisual da Biblioteca Paulo Mendes de Almeida, que guarda a memória institucional do MAM e é referência para a pesquisa sobre arte moderna e contemporânea. A exposição vai até 12 de dezembro, de terça a sábado, das 12h30 às 17h30. A entrada é gratuita.

O Seminário “Teatros Antropofágicos”, realizado no formato online, discute a partir da Semana de Arte Moderna de 1922, pensando que o teatro não foi a atividade central do evento, ainda que tenha sido uma de suas inspirações. A orientação é feita por uma abordagem livre, colocando em perspectiva o seu legado da Semana de maneira viva. Cada encontro terá duração de duas horas e a participação mínima de um estudioso/estudiosa (acadêmico ou não) do tema proposto e de um/uma artista que de alguma maneira tem interesse, pesquisa ou trabalho criativo em torno da Antropofagia e sua tradução na cena contemporânea.

O Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba) abriu a exposição “Recorrido Itinerário Brasil”, em comemoração ao centenário da Semana da Arte Moderna. O espaço cultural é detentor da obra original “Abaporu”, de Tarsila do Amaral. O local apresenta tour, virtual e presencial, por meio de peças que inclui pinturas, fotografias, esculturas e objetos de personalidades como a própria Tarsila, Emiliano Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Maria Martins, Rubem Valentim, Lygia Clark, Hélio Oiticica, Geraldo de Barros, Mira Schendel, Waltercio Caldas, Wandael, Antônio Dias, entre outros.

A mostra estreou em setembro e vai até o dia 29. As visitas presenciais serão toda quarta-feira, já as virtuais serão nas segundas-feiras.

Com curadoria de Tereza de Arruda, a exposição “Brasilidade Pós-Modernismo” lança luz às conquistas e marcos que Semana de 22 trouxe às artes visuais brasileira, e reúne obras inéditas e trabalhos emblemáticos de 51 artistas brasileiros, entre os quais: Adriana Varejão, Anna Bella Geiger, Arnaldo Antunes, Cildo Meireles, Daniel Lie, Ernesto Neto, Ge Viana, Jaider Esbell, Rosana Paulino e Tunga.

A mostra vai até 22 de novembro, funciona de quarta a segunda e fecha na terça. Aos domingos, segundas e quartas, o horário de visitação é das 9h às 19h e quintas, sextas e sábados das 9h às 20h.

Serviço

Site: www.https://agendatarsila.com.br/.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X