Pinacoteca realiza pela primeira vez exposição dedicada à produção de artistas indígenas

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, realiza, pela primeira vez, uma exposição dedicada à produção indígena contemporânea, com curadoria da pesquisadora indígena Naine Terena. Véxoa: Nós sabemos contará com a presença de 23 artistas/coletivos de diferentes regiões do país, apresentando pinturas, esculturas, objetos, vídeos, fotografias, instalações, além de uma série de ativações realizadas por diversos grupos indígenas. Os trabalhos poderão ser vistos pelo público até 11 de abril, no Edifício Luz.

A exposição Véxoa: Nós sabemos ocupa as três novas salas para exposições temporárias, localizadas no segundo andar da Pina Luz, em diálogo com a nova apresentação das coleções do museu, com a curadoria de Naine Terena.

Os trabalhos selecionados, obras históricas e contemporâneas de artistas individuais e também de coletivos, demonstram a pluralidade da produção de artistas indígenas. São pinturas, instalações, esculturas, objetos, vídeos e fotografias que desmistificam a produção artística indígena à condição de artefato ou artesanato.

A exposição reverencia a importância de figuras históricas, trazendo trabalhos inéditos de artistas já conhecidos e também abre espaços para novos, demonstrando também a forte atuação do cinema e da fotografia indígenas, além de amplificar iniciativas de comunicação existentes, como a Radio Yandê.

Destaque para as obras produzidas em diferentes suportes, da fotografia ao vídeo, passando pela cerâmica, o bordado e o uso de materiais naturais, entre outros, além da presença de obras de um dos grandes pensadores indígenas brasileiro, Ailton Krenak.

Foto: Levi Fanan.

Serviço

Local: Pinacoteca SP -Praça da Luz, 2 – Luz – São Paulo.

Visitação: Até 11/04/2021. Quarta a segunda, 12h às 20h.

Ingressos: Gratuito para todos, museu aberto de quarta a segunda, mas necessário reservar no site da Pinacoteca (https://www.pinacoteca.org.br.

Compartilhe!