O Portal da Arte Brasileira

Paulo Vicente Cruz lança livro “Enquanto os gigantes dançam”

0 26

A Quelônio lançou o livro de narrativas breves “Enquanto os gigantes dançam”, de Paulo Vicente Cruz. É a estreia do autor, que vem publicando pequenos contos e textos de gêneros fronteiriços em blogs, revistas eletrônicas e antologias (como a edição de 40 anos dos Cadernos Negros).

“Enquanto os gigantes dançam”  traz 24 contos curtos, que flertam com outros gêneros, como a crônica, o ensaio e o perfil. As narrativas ostentam um estilo elegante e elevado, mas aderem ao ponto de vista de personagens marginalizados, que sofrem com o racismo, a violência e a hipocrisia das elites.

Contos apocalípticos antecipam clima de crise humanitária que a pandemia evidenciou e sobrevivem como um retrato crítico da calamidade instalada. A capa tem projeto gráfico e ilustrações de Sílvia Nastari. O livro tem orelha de Bruno Zeni e texto de quarta capa de Daniela Kopsch.

Post Patrocinado

Um menino negro chora num canto do pátio, um “homem sujo” é atacado por uma horda de gente de bem em um “bairro limpo”, gigantes pisoteiam seres minúsculos enquanto dançam despreocupados, mulheres negras celebram e cuidam, lutam e inspiram. A escrita inteligente e cortante de Paulo Vicente Cruz evidencia os temas urgentes de um certo país: racismo, violência, hipocrisia das elites e papéis sociais subestimados. Nos 24 contos breves do autor tudo é narrado em um estilo elevado e elegante: o contraste entre a lapidação da voz narrativa e a contundência dos temas revela um estilo incomum, uma grande novidade na literatura brasileira contemporânea. Alguns textos assumem um tom apocalíptico. Escritos antes da eclosão da pandemia global, prenunciam e expandem a situação de desigualdade e calamidade instalada.

Foto: Erika Riba.

Ficha Técnica

Autor: Paulo Vicente Cruz.

Editora: Quelônio.

Preço: R$ 40,00.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X