Com uma proposta de experimentação sonora, corporal e sensorial, o “Ritual Mandinga” projeto de autoria do Grupo Dembaia, oferecerá oficina de percussão, dança e dundun dance. A ação acontece na sexta, sábado e domingo, dias 29, 30 e 31 de março, no Teatro Gonzaguinha. O ritual busca, por meio dança e toque dos tambores africanos, das forças da natureza (fogo, ar, água, terra e éter) e de ações de cunho terapêutico, o ancoramento das energias dos participantes.

O Grupo Dembaiaé composto por Ana Magalhães, Beà, Dai Ramos, Sabrina Chaves e Tati Villela. Liderado por mulheres negras pesquisadoras, Dembaia, significa ‘família’ em susu, língua da etnia Susu. O grupo atua desde 2014 realizando apresentações, saraus, vivências, aulas e oficinas com conteúdos que abordam, principalmente a cultura da África do Oeste, como Guiné Conacry, Mali, Senegal.

A oficina de percussão, que acontecerá na sexta, adentrará na música do oeste africano, especialmente Guiné e Mali. Uma percussão conhecida por sua complexa polirritmia e as melodias que se formam nas intersecções dos sons entre os tambores dundun, sangbang, kenkeni e djembe.

No sábado acontecerá um aprimoramento da técnica refinada de movimentos de danças africanas, com ênfase nas nuances características do ritmo tradicional em comunicação com os tambores. Já no domingo, 31 de março, a oficina de Dundun Dance trará antigas danças de percussão que se originaram das mulheres Baga da Guiné, na África Ocidental. Uma prática dinâmica que mistura percussão e dança, simultaneamente, propondo uma comunicação intensa entre o corpo com os tambores.

Serviço

Local: Teatro Gonzaguinha – Rua Benedito Hipólito, 125 – Centro – Rio de Janeiro.

Data: 29, 30 e 31/3. Sexta a domingo, 18h.

Ingresso: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada).

Classificação: 12 anos.

Informações: (21) 2224-5747.

Compartilhe!