“O Pescador e a Estrela” estreia em 5 de dezembro no CCBB RJ

Um menino que redescobre seu poder de enxergar o invisível ao se imaginar como um herói deficiente visual em uma aventura de resgate ao que não se pode ver, só sentir: o amor. Essa é a essência presente no musical infantil O Pescador e a Estrela, que estreia no dia 5 de dezembro e segue até o dia 7 de fevereiro de 2021, no Centro Cultural Banco do Brasil. O projeto tem patrocínio do Banco do Brasil.

O musical, com direção de Karen Acioly e texto de Thiago Marinho e Lucas Drummond, conta a história de Fabiandro, um menino solitário que não consegue mais enxergar a felicidade. Ele é, então, convidado por um mensageiro das estrelas a voltar seus olhos para dentro de si, a fim de entender que muito na vida não é visto, mas sentido. O mensageiro o convida a embarcar na história do jovem pescador deficiente visual, que é apaixonado por uma estrela, apesar de nunca tê-la visto.

O menino então mergulha em seu imaginário e vive as aventuras deste herói. Fabiandro e a estrela se encontram todas as noites à beira da praia, onde cantam, dançam e se divertem juntos. Um dia, porém, a estrela desaparece.  Decidido a salvar o seu amor, ele parte em uma jornada até o céu, acompanhado de Hortênsia, uma menina que, superprotegida pelas tias, quer mais que tudo conhecer o mundo. O que ambos não sabem, é que, logo atrás deles, está o ganancioso casal Prattes Prattes, que planeja roubar a estrela para mudarem de vida. 

A direção de movimento dos dois artistas é realizada pela atriz e bailarina Moira Braga, também deficiente visual. A proposta do espetáculo é a de dar protagonismo à deficiência visual ampliando a reflexão da acessibilidade dentro das artes cênicas, principalmente voltadas ao universo da infância tanto dentro da narrativa cênica, como também com a composição de sua equipe técnica e artística do espetáculo. 

Foto: Joaquim Lima.

Ficha Técnica

Direção: Karen Acioly. Elenco: Lucas Drummond, Diego de Abreu, Luisa Vianna e Thiago Marinho, Felipe Rodrigues. Figurino: Kika Lopes. Cenário: Doris Rollemberg. Iluminação: Renato Machado. Direção de Movimento: Moira Braga. Canções originais e trilha sonora: Wladimir Pinheiro.

Serviço

Local: Centro Cultural Banco do Brasil –Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro.

Temporada: 5/12/2020 até 07/02/2021. Sábados e domingos, 16h.

Capacidade: 25 lugares.

Ingressos: R$30,00 (inteira).

Classificação: Acima de 5 anos.

Compartilhe!