O Portal da Arte Brasileira

Museu Histórico Nacional apresenta mostra “Do móvel ao automóvel”

0 8

Composta por meios de transporte terrestres e de tração humana e animal, a exposição “Do móvel ao automóvel”, que concentra uma das mais importantes coleções do gênero no Brasil – com 27 peças, entre cadeirinhas de arruar, berlindas, traquitanas e um automóvel do início do século XX, o Protos, que pertenceu ao Barão do Rio Branco -, passa a ter trilha sonora e poderá ser visitada pelo público, já que o Museu Histórico Nacional acaba de reabrir as portas.

Nomes célebres como o de Marcos Portugal, Chiquinha Gonzaga, Clementina de Jesus, Ernesto Nazareth e Patápio Silva integram a seleta lista, sob curadoria de Zeca Barros, gestor de projetos, músico e professor acadêmico, e atualmente gestor executivo do Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos. Tendo como proposta utilizar recursos de áudio para complementar e harmonizar o ambiente expositivo com trilha musical de época, esta é uma das ações que fazem parte do Plano Anual 2021. Idealizado e desenvolvido pelo Museu Histórico Nacional, com o apoio da Associação de Amigos do MHN e patrocínio do Instituto Cultural Vale, o Plano contempla temas como preservação de acervo, exposição, publicações, seminário e outras novidades, como a introdução do uso de tecnologia QR code em alguns espaços expositivos.

De acordo com o curador, para o desenvolvimento do trabalho buscou-se retratar as ressonâncias das mudanças sociais mais significativas, expressas através da música popular urbana do final do século XIX, da modinha e lundu – canto de origem africana introduzido no Brasil por escravos de Angola – ao choro, polcas e valsas.

Post Patrocinado

O sistema de sonorização foi instalado seguindo a proposta de envolvimento sonoro para a criação de um ambiente imersivo. As caixas de som foram fixadas na calha técnica de rede/dados do salão e cabeadas por fio paralelo cristal 100% cobre embutido na própria estrutura. O rack de controle central, adquirido pelo MHN, foi instalado estrategicamente no centro da sala, em local inacessível ao público. Todos os comandos de controle podem ser realizados através de controle remoto infravermelho. Além disso, a equipe do museu foi treinada para operar o sistema de forma autônoma. Com tecnologia e processamento de última geração, o sistema dispõe de controle sonoro individual para cada setor da sala, equalizador Lo/Hi e controle de volume Master, além de Bluetooth, entrada para microfone, Rádio FM, Auxiliar RCA, USB e cartão SD. O sistema possui 400W de potência.

Serviço

Local: Museu Histórico Nacional – Praça Marechal Âncora, s/n – Centro – Rio de Janeiro.

Visitação: Quintas a sábados, 10h às 16h.

Ingressos: Grátis.

Site: http://mhn.museus.gov.br/

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X