O Portal da Arte Brasileira

Museu de Arte Sacra de São Paulo exibe mostra “Nossos Artistas Italianos”

0 7

O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS / SP exibe a mostra coletiva “Nossos Artistas Italianos”, a partir de 25 de setembro, sob curadoria de Ruth Sprung Tarasantchi que seleciona 81 trabalhos, entre pinturas e esculturas dos séculos XIX e XX, assinados por 21 artistas italianos, muitos deles exibidos pela primeira vez ao público.

Além da origem, o elo que liga cada um dos artistas participantes, é a enorme importância que exerceram no cenário artístico brasileiro. Os trabalhos de Antonio Ferrigno, nascido na região de Salerno em 1863, evidenciam isso, já que o Brasil foi sua morada por mais de uma década. As dez pinturas assinadas pelo artista, muitas delas expostas pela primeira vez, revelam desde cenas tipicamente brasileiras a paisagens de uma São Paulo que já não existe mais, devido ao rápido processo de urbanização ocorrido na primeira metade do século XX. A mostra conta ainda com esculturas assinadas por Victor Brecheret e Torquato Bassi, além de pinturas de Eliseu Visconti, Edoardo de Martino, Felisberto Ranzini, Nicolau Facchinetti, Giovanni Castagneto e muitos outros.

Segundo a curadora Ruth Tarasantchi, os artistas italianos vinham ao Brasil frequentemente trazendo seus trabalhos para mostrar na cidade de São Paulo e aqui comercializá-lo. Nesse período de estada, pintavam novas telas com foco na cidade. Retornavam com frequência, pois seus quadros eram logo comercializados e recebiam muitas encomendas. Com a estada desses artistas na cidade, os jovens artistas paulistanos deixaram de ir para a Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro e passaram a estudar na cidade, com esses estrangeiros e alguns artistas nacionais que aqui fizeram sua morada.

Post Patrocinado

Mas não era só em São Paulo que os artistas italianos estavam estabelecidos; o Rio de Janeiro também abrigou muitos deles, onde podemos destacar as marinhas e embarcações de Edoardo de Martino, as marinhas, praias e embarcações de Giovanni Battista Castagneto, as telas e cerâmicas de Eliseu Visconti que construiu rica trajetória, abraçando tendências de art nouveau e introduziu o impressionismo europeu na arte brasileira. Os italianos dominaram o meio escultórico brasileiro, destacando-se Vitor Brecheret que se tornou um símbolo da cidade de São Paulo e do conceito modernista de brasilidade.

Serviço

Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo – Avenida Tiradentes, 676 – Luz – São Paulo.

Abertura: 25/9. Sábado, 11h.

Visitação: 26/9 a 13/11. Terças a domingos, 11h às 17h.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X