MASP realiza abertura digital da exposição “Hélio Oiticica: A Dança na Minha Experiência”

Exposição apresenta relação entre a produção do artista carioca e a dança, a música, o ritmo e a cultura popular brasileira 

Adiada por conta da pandemia de covid-19, a mostra Hélio Oiticica: a dança na minha experiência migrou, em partes, para o online e a abertura digital será realizada no dia 23 de julho, quinta-feira. É a primeira vez que o Museu de Arte de São Paulo realiza uma exposição individual de Hélio Oiticica (1937-1980), um dos mais importantes nomes da arte brasileira. A curadoria é de Adriano Pedrosa, diretor artístico do MASP, e Tomás Toledo, curador-chefe. A mostra é uma parceria com o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM Rio). No MASP, ela inaugura o ciclo “Histórias da dança”, que norteia a programação da instituição em 2020. 

Inspirada pela produção de caráter experimental e inovador de Oiticica, a mostra traça um panorama da trajetória do artista, reunindo 126 trabalhos relacionados ao ritmo, à música e à cultura popular.

Abertura Digital

A abertura digital irá contemplar uma live no Instagram do MASP em 23 de julho, às 18h, com Vivian Crockett e Tomás Toledo. Curadora e pesquisadora especializada em arte moderna e contemporânea, Crockett escreveu um texto inédito para o catálogo da mostra. No encontro, eles conversam sobre a exposição e a trajetória do artista. Além da live, um tour virtual com Toledo e algumas vistas da mostra serão disponibilizadas no site do museu no mesmo dia, 23/7. 

Sobre o Catálogo

O catálogo Hélio Oiticica: a dança na minha experiência é ilustrado e traz ensaios de Adrian Anagnost, André Lepecki, Cristina Ricupero, Evan Moffitt, Fernanda Lopes, Fernando Cocchiarale, Sergio Delgado Moya, Tania Rivera e Vivian Crockett, além de Pedrosa e Toledo. A publicação inclui ainda nota biográfica de Fernanda Lopes e um extenso material documental, entre fotografias e escritos do artista, que tinha o hábito de registrar suas reflexões sobre a arte e sua produção. O registro está disponível em português e inglês e custa R$ 139,00. Para efetuar a compra é necessário escrever um e-mail para loja@masp.org.br.

Créditos da Obra: Seja marginal seja herói, 1968. Pintura sobre tecido, 85 x 114,5 x 3 cm. Coleção Eugênio Pacelli, Rio de Janeiro. Foto: Jaime Acioli.

Serviço

Tour virtual: A partir de 23/7 em masp.org.br

Para mais informações e compra do catálogo: loja@masp.org.br

Compartilhe!