Maria Bonomi fala sobre a concepção do raro álbum “Balada do Terror e 8 Variações”

Um dos principais nomes da criação artística no Brasil, Maria Bonomi, gravou um vídeo exclusivo sobre a concepção do álbum “Balada do Terror e 8 Variações”. A iniciativa faz parte do projeto #CasaMuseuEmCasa. Para prestigiar as litografias nessa exposição virtual é só acessar o site da Casa-Museu: https://emaklabin.org.br/balada-do-terror. O raro álbum teve uma tiragem de apenas 20 exemplares, dos quais um pertence a Coleção Ema Klabin.

No vídeo, a artista ítalo-brasileira Maria Bonomi esclarece desde a concepção do álbum “Balada do Terror e 8 Variações” que aconteceu em 1968 até o seu lançamento em 1971. Descreve e comenta cada uma das nove litografias que fazem parte do álbum. Desde a tortura militar, a preservação da Amazônia, a aridez do nordeste, a ciência e a reprodução mecânica, o poeta africano Kalungano, a luta feminista pelo mundo, a criação do Estado de Israel e outros temas.

Maria Bonomi tem uma trajetória de intensa produção em gravura, escultura, desenho e pintura, que também inclui cenografia e figurino, além de sua atuação como professora, pesquisadora e curadora, se notabilizando como uma das mais importantes e produtivas artistas contemporâneas brasileiras.

A Coleção Ema Klabin também possui duas gravuras da célebre série “Os Desastres da Guerra”, produzida por Francisco de Goya entre os anos de 1810 e 1815. São elas “Enterrar y Callar” e “Caridad”. Composta por 82 gravuras, a série “Os Desastres da Guerra” é um relato vívido e cru dos horrores da invasão napoleônica na Espanha no reinado de Fernando VII. Em 1808, o povo de Madri se insurge contra o exército napoleônico acirrando a guerra que culminaria com a libertação da Espanha em 1814.

Foto: Lena Peres.

Confira o Vídeo:

Compartilhe!