O Portal da Arte Brasileira

MAM Rio apresenta o projeto “Legados vivos” a partir de 28 de julho

0 11

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM Rio) e o Instituto Cultural Vale apresentam o projeto “Legados vivos”, que se dedica a refletir sobre os processos de construção de patrimônio e cultura comum, contemplando um ciclo de conversas públicas, uma exposição, uma publicação e mostra de cinema. A programação tem início em 28 de julho de 2021, com a abertura do ciclo de conversas on-line “Cenas da cultura imaterial”, que reunirá pessoas ligadas a práticas e tradições do Rio de Janeiro, do Maranhão e de outras regiões do Brasil.

Em colaboração com o Centro Cultural Vale Maranhão, de São Luís, o ciclo discutirá saberes relacionados ao ato cênico – canto, ritmo, instrumento e indumentária – em formas de expressão pertencentes a tradições e contextos regionais, racializados, populares e periféricos.

Serão quatro encontros mensais, até outubro, para discussão de temáticas como “O que nos veste e nos ativa”, “Do ritmo e do canto” e “Objetos, fragmentos, histórias”. As conversas de abertura, nos dias 28 e 29 de julho, serão orientadas pelo tema: “Culturas da cena e presença”, com participações confirmadas de Mãe Celina de Xangô (yalorixá e presidente do Centro Cultural Pequena África), Nadir Cruz (presidente do Boi da Floresta), Haroldo Costa (sambista e escritor), Lauande Aires (ator e pesquisador do Boi-bumbá), Ubiratã Trindade (coordenador do Núcleo Educativo do CCVM) e Keyna Eleison (diretora artística do MAM Rio). As inscrições já estão abertas.

Post Patrocinado

No dia 4 de setembro, o projeto inaugura no MAM Rio a exposição “A memória é uma invenção”, que reunirá obras das coleções do museu carioca e de outras duas instituições: o Acervo da Laje, um espaço de memória artística, cultural e de pesquisa sobre o Subúrbio Ferroviário de Salvador, fundado em 2011; e do Museu de Arte Negra e IPEAFRO, associação sem fins lucrativos sediada no Rio de Janeiro, responsável pela manutenção do legado de Abdias Nascimento. Com o intuito de suscitar diálogos sobre os processos de construção de patrimônio, a mostra gerará uma publicação de mesmo título, a ser lançada em dezembro.

Completa o projeto uma mostra de cinema on-line, no Vimeo do MAM Rio, com curadoria de Beatriz Lemos, Gabriel Gutierrez e José Quental. A ser aberta em novembro, apresentará filmes sobre práticas culturais populares, tradicionais e periféricas.

Foto: Fábio Souza.

Serviço

Ciclo de conversas.

Datas: 28 e 29/7. Quarta e quinta, 14h às 16h.

Link para inscrições: https://mamrio.typeform.com/to/WqqDKAUE.

Exposições.

Local: MAM Rio – Av. Infante Dom Henrique, 85 – Aterro do Flamengo – Rio de Janeiro.

Visitação: Quintas e sextas, 13h às 18h. Sábados, domingos e feriados, 10h às 18h.

Ingressos: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada). Valores sugeridos.

Link para ingressos: www.mam.rio/ingressos.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X