O Portal da Arte Brasileira

Leitura online de “O Jogo do Poder”, de Carlos Queiroz Telles, celebra nascimento de Shakespeare

0 16

No dia 23 de abril, data de nascimento e morte do Bardo, artistas que fazem ou fizeram parte da história do Teatro Oficina realizam a leitura online do espetáculo “O Jogo do Poder”, inspirada em obras de Shakespeare, uma adaptação de Carlos Queiroz Telles. Os atores , leem o texto – um pot pourri que traz como tema central o jogo do PODER na obra de Shakespeare. Cada ator encontra-se em cidades diferentes, Giulia Gam (Rio de Janeiro), Ricardo Bittencourt (Berlim), Fioravante e Adão em São Paulo, o diretor Marcelo Drummond em sua casa em São Paulo. A leitura será transmitida no canal do Youtube Teatro Oficina Uzyna Uzona TV UZYNA.

O texto de Queiroz cita grandes obras de Shakespeare,  como: Ricardo II, Rei Lear, Macbeth, Henrique IV, Comédias dos Erros, Júlio César, A Tempestade, Troilo e Cressida, Timor de Atenas e Hamlet,  e passa por grandes personagens do autor, de maneira que em uma mesma peça, a atriz Giulia Gam representa Lady Macbeth, Volumia, Alcoviteira, Cleópatra, Isabel, Catarina, Regan, Margarida,  e por fim a própria atriz; o ator Ricardo Bittencourt  representa Macbeth, Coriolano, Alcoviteiro, Mensageiro, Angelo, Petruchio, Hamlet, Lear, Antônio, Timon , Henrique e por fim o próprio ator, e os outros dois atores Fioravante Almeida e Adão Filho interpretam os papéis coringa.

A dramaturgia é construída exclusivamente por textos extraídos das peças teatrais de William Shakespeare, retrata o fenômeno do “Poder” na obra do autor e na humanidade. Conduzida por Coringas e inúmeros personagens históricos dos clássicos textos do autor como: Ricardo II, Rei Lear, Macbeth, Henrique IV, Comédia dos Erros, Júlio César, A Tempestade, Troilo e Cressida, Timon de Atenas e Hamlet. Um pot pourri no qual o autor costura e adapta as cenas, dividindo a peça em três grandes momentos: A ambição do poder, o exercício do poder e a perda do poder. 

Post Patrocinado

tor no Teatro Oficina Uzyna Uzona desde 1986. Participou como ator, diretor, produtor ou iluminador de quase todas as montagens do grupo sediado no Bixiga. Atualmente, além de atuar com o grupo, tem um trabalho solo: Paranoia de Roberto Piva, no qual se debruça sobre a obra do poeta paulistano. 

Ficha Técnica

Textos extraídos: William Shakespeare. Adaptação: Carlos Queiroz Telles. Direção: Marcelo Drummond. Elenco: Giulia Gam, Ricardo Bittencourt, Fioravante Almeida e Adão Filho.

Serviço

Transmissão On-line.

Data: 23/4. Sexta, 20h.

Ingressos: Grátis.

YouTube Teatro Oficina Uzyna Uzona.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X