A cantora Kell Smith lança o álbum “O Velho e o Bom Novo”. Concebido como uma obra com lados A e B, resgata referências de uma época gloriosa da música brasileira, abraçando temas urgentes, como a saúde mental, depressão e ressignificação do luto. Assuntos que nos unem há gerações, infelizmente ainda vistos como tabus. O álbum marca o amadurecimento da artista, que há pouco mais de 5 anos sequer sonhava em subir em um palco, mas em 2019, chegou ao topo das paradas de rádios, plataformas de streaming e entrou em milhões de lares através de programas de tv.

O lado A do álbum, com 6 faixas, acaba de chegar às plataformas digitais e está disponível através do link: http://ffm.to/ovelhoebomnovo_ladoa. Gravado com equilíbrio entre técnicas analógicas e digitais, “O Velho e Bom Novo” traz a inspiração e a voz de uma artista visceral, única, despida de qualquer recurso de afinação artificial. É um álbum orgânico como a própria vida.

Serviço

Ouça o álbum “O Velho e Bom Novo” nas plataformas digitais: http://ffm.to/ovelhoebomnovo_ladoa

Compartilhe!