O Portal da Arte Brasileira

Grupo Tablado de Arruar abre inscrições para oficinas até 8 de setembro

0 10

A oficina do grupo Tablado de Arruar “Verdade-delírio – Estudos sobre a Paranoia, Fascismo e outras questões contemporâneas” tem inscrições abertas até 8 de setembro, por meio de preenchimento de formulário; a lista de participantes será divulgada dia 10 de setembro por meio do site e redes sociais do grupo. Os encontros, virtuais, ocorrem entre 21 de setembro e 26 de outubro.

A proposta é compartilhar ideias e projetos artísticos. Para isso, foram criados dois módulos sequenciais: o primeiro voltado ao estudo prático e teórico de materiais relacionados ao tema; e um segundo voltado à criação de um espetáculo/peça/performance que será aberto ao público no encerramento do núcleo.

Aproveitando a temática da paranoia como modus operandi da sociedade brasileira dos últimos anos, o grupo realizará no dia 14 de setembro uma live/bate-papo com o psicanalista e cineasta Tales Ab´Saber. Ele é autor de “Michel Temer e o fascismo comum” (Ed. Hedra), além de outros livros, e também dirigiu junto com Gabriel Aranda e Rubens Rewald o longa-metragem “Intervenção, o amor não quer dizer grande coisa”. Lançado em 2017, o documentário retrata o clima paranoico e delirante dos momentos que antecederam o impeachment da presidente Dilma Rousseff, em 2016. O filme está disponível gratuitamente na internet. O bate-papo servirá como uma introdução aos assuntos que serão abordados no núcleo Verdade e Delírio.

Post Patrocinado

Voltada a atores, performers, cineastas, artistas visuais, diretores, escritores, poetas, dramaturgos e estudantes de arte em geral, a oficina do Núcleo Verdade e Delírio do grupo Tablado de Arruar terá seis encontros virtuais realizados via Zoom, com a proposta de ler e debater textos sobre psicanálise, teoria social, literatura e teatro e, a partir desses materiais disparadores, numa segunda etapa, criar experimentos cênicos-audiovisuais.

O Núcleo vai pesquisar formas artísticas – cênicas, dramatúrgicas, performáticas – que dialoguem com a ideia de delírio, paranoia, transe. Dessa forma, o Tablado de Arruar foge ao seu método de trabalho usual – geralmente os núcleos de investigação e criação se vinculam diretamente ao eixo temático das pesquisas. Em Verdade e Delírio o tema da pesquisa para o próximo trabalho do grupo será deslocado ligeiramente. Enquanto o assunto da próxima peça se relacionará com a atual militarização do poder em curso no país, o núcleo Verdade Delírio vai refletir sobre a paranoia enquanto modus operandi da sociedade brasileira dos últimos anos.

Foto: Danilo Verpa.

Serviço

Plataforma Zoom.

Inscrições: Até 8/9.

Oficinas: 14/9 a 19/10. Terças, 19h às 21h30.

Ingressos: Grátis.

Link para inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdubdCwC1OpLGGw29bjxp7A5eCwrs4LYAlbYZ2lKY2pk0gBTQ/viewform?utm_source=Tablado_Inscri%C3%A7%C3%B5esN%C3%BAcleo

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X