O Portal da Arte Brasileira

Galeria São Paulo Flutuante apresenta mostra “Transmutação” até novembro

0 16

“Transmutação”. Este é o nome da exposição que reúne cerca de 100 obras de quatro ceramistas que ocupa a Galeria São Paulo Flutuante desde 18 de setembro.

Inaugurado na Barra Funda em 27 de fevereiro deste ano com a mostra “O Templo do Cachorro Azul”, o espaço, que pertence à marchande Regina Boni e a seu sócio, o artista Manu Maltez, recebeu, no dia da abertura, inúmeros convidados que quiseram ir conhecer, em primeira mão, os trabalhos reunidos que representam as trajetórias e os estilos dos artistas que integram a mostra, os quais, como diz Regina, “foram escolhidos a quatro olhos”. Ela e Maltez assinam a curadoria do conjunto de peças assinadas por Shoko Suzuki, Megumi Yuasa, Ivone Shirahata e Nadia Saad, nomes que ela considera os mais importantes da atualidade nessa modalidade de expressão artística e que encantam o público com obras que expressam, após os diferentes processos de queima, uma singular e sutil riqueza de formas, texturas e acabamentos.

Quanto aos nomes reunidos, Regina destaca o de Shoko Suzuki, que é a ceramista homenageada pela exposição e tem quatro peças expostas cedidas por colecionadores, mas que não estão à venda. Sobre ela, Regina conta que, ao migrar do Japão para o Brasil no começo dos anos 1960, trouxe do país asiático técnicas seculares de queima do barro. Práticas que consagraram a artista no cenário das artes plásticas e que ela transmitiu, também, a uma de suas discípulas, Ivone Shirahata, que também marca presença na exposição.

Post Patrocinado

Esse inter-relacionamento entre os expositores também é uma das características da mostra. Além do vínculo entre Shoko e Ivone, o artista Megumi Yuasa também dá aulas no ateliê de Nadia Saad e de Ivone, conta Maltez.

Em relação à escolha da palavra “transmutação” para a mostra que ficará em cartaz até meados de novembro, Maltez diz que a ideia foi de Yuasa. De acordo com esse experiente escultor e ceramista, muito além das definições encontradas no dicionário que remetem à mudança de elementos químicos e núcleo molecular em outros, o termo também tem o significado de transmutar dimensões, tornando um local atemporal no espaço do cotidiano.

Foto: Romulo Fialdini.

Serviço

Local: Galeria São Paulo Flutuante – Rua Brigadeiro Galvão, 130, Barra Funda, São Paulo.

Visitação: Terças, 14h às 18h. Quartas e sábados, 10h às 18h.

E-mail para agendamento: saopauloflutuante@gmail.com.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X