[Exposição – RJ] IMS apresenta mostra em homenagem a Pixinguinha, ícone da música brasileira

[Exposição – RJ] IMS apresenta mostra em homenagem a Pixinguinha, ícone da música brasileira

Compositor, instrumentista, arranjador e maestro, Pixinguinha (1897-1973) é personagem fundamental na história da música brasileira. Sua vida e sua obra serão relembradas na exposição “Pixinguinha – Naquele tempo, hoje e sempre”, que o IMS Rio inaugura no Dia Nacional do Choro, 23 de abril. Na abertura, o músico Antônio Rocha tocará uma flauta que pertenceu a Pixinguinha. O instrumento é um dos itens exibidos na mostra, que reúne ainda partituras, discos e objetos pessoais do artista.

O conjunto integra o acervo do músico, sob a guarda do IMS desde o ano 2000. A curadoria da exposição é de Luiz Fernando Vianna. Um dos destaques da exposição, a flauta, da marca Barlassina & Billoro, foi a última tocada por Pixinguinha. No início da década de 1940, ele trocou de instrumento e adotou o sax-tenor.

Também estão presentes quatro partituras originais escritas por Pixinguinha. Há, por exemplo, uma página do arranjo que ele fez em 1938 para sua composição mais célebre, “Carinhoso”. Os retratos selecionados para a mostra são de autoria de Walter Firmo, David Drew Zingg e Maureen Bisilliat, três dos grandes fotógrafos que integram o acervo do IMS.

Serviço

Local: IMS – Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea – Rio de Janeiro.

Visitação: 23/4 a 3/11. Terça a domingo e feriados (exceto segundas), 11h às 20h.

Ingressos: Grátis.

Sem comentários

Insira um Comentário