A artista mineira exibe obras em escultura, pintura e vídeo permeadas por temas como medo, sexualidade, política e violência. Baseando-se em referências diversas da literatura e da cultura popular, os trabalhos propõem narrativas fragmentadas, “ficções dentro de ficções”, que convocam o público a refletir sobre a irracionalidade reinante do país e do mundo no momento atual.

O aspecto onírico ressoa também em O Alienista (2019), a obra que dá título à exposição, composta por cerca de vinte bonecos feitos com tecido, papel machê, garrafas de vidro e outros materiais. Rivane inspira-se no livro homônimo de Machado de Assis, publicado originalmente em 1882, no qual um médico funda o hospício Casa Verde. Após internar compulsoriamente todos os habitantes da cidade, conclui que ele mesmo deve ser hospitalizado, questionando enfim os limites entre loucura e sanidade. 

Serviço

Local: Galeria – Rua Fradique Coutinho, 1500 – Vila Madalena – São Paulo.

Visitação: Até 18/5. Terça a sexta, 10h às 19h. Sábados, 10h às 18h.

Ingressos: Grátis.

Informações: (11) 3032-7066.  

Compartilhe!